Disney interrompe apresentações do musical 'Aladdin' após casos de Covid

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após um ano sem musicais na Broadway, a Disney interrompeu as próximas apresentações de "Aladdin" nesta quarta-feira (29), devido ao aumento no número de casos de Covid-19 entre os membros da produção do espetáculo.

Em um comunicado divulgado no Twitter, o perfil oficial do musical afirmou: "Por meio de nossos protocolos de teste rigorosos, casos inesperados de Covid-19 foram detectados com a companhia de 'Aladdin' no The New Amsterdam Theatre".

"Como o bem-estar e a segurança de nossos convidados, elenco e equipe são nossa prioridade, a apresentação de hoje à noite, quarta-feira, 29 de setembro, foi cancelada", continuou. "Continuaremos a fornecer suporte aos membros afetados da empresa Aladdin enquanto eles se recuperam", concluiu.

O cancelamento aconteceu apenas um dia após a reabertura do musical, que acontecia após a Broadway ficar mais de um ano fechada. Segundo o site Deadline, a Broadway exige que todos os membros da empresa e o público sejam vacinados contra a Covid, e que o público e funcionários fora do palco estejam usando máscaras durante a apresentação.

O acontecimento foi o primeiro e único cancelamento confirmado de uma produção reaberta, desde que o espetáculo Springsteen on Broadway deu início ao retorno da indústria em junho deste ano. O musical de "Aladdin" foi inspirado na animação da Disney de 1992 e possui canções de Alan Menken, Howard Ashman, Tim Rice Chad Beguelin.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos