Diretoria de Mulheres da OAB repudia contatos inapropriados nas participantes do 'BBB 20'

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Diretoria de Mulheres da OAB-RJ e a Comissão OAB Mulher da Seccional do Rio de Janeiro manifestaram sua indignação a respeito do tratamento dado às mulheres pelos participantes homens do BBB 20. 

De acordo com nota oficial dos órgãos, estão sendo veiculadas na TV e noticiadas nas redes sociais diversas cenas em que as participantes mulheres são "completamente coisificadas e ofendidas" com contatos físicos que podem ser interpretados como de cunho sexual. 

Na atração da Globo, além de já terem criticado a beleza das mulheres, os brothers já se envolveram em cenas que geraram revolta no público. Petrix já foi chamado duas vezes a atenção por supostos assédios contra Bianca Andrade e Flayslane.

"É extremamente preocupante que comportamentos como esses sejam veiculados em rede nacional de forma naturalizada. Eles refletem a violência com que as mulheres são tratadas diariamente em nosso país e podem acabar estimulando a perpetuação desse tipo de conduta pela sociedade, que a entende como positiva, já que está sendo praticada por homens que acabam se tornando 'ídolos'", diz parte da nota.

As comissões também acham temeroso colocar sobre as vítimas a responsabilidade da sanção contra esses atos, já que elas podem não ter consciência do que foi feito e às vezes optam por não penalizar os agressores. 

A Globo não comenta os casos, mas Tiago Leifert, durante o programa, falou que as atitudes de Petrix, por exemplo, eram preocupantes e que ele foi orientado.