Diretoras ganharão protagonismo em Hollywood em 2020, aponta pesquisa

Diretora Patty Jenkins (esq.) e a atriz Gal Gadot (dir.), no festival de Palm Springs, na Califórnia, em 2 de janeiro de 2018

Parece que 2020 será um ano em que as mulheres vão dar um passo adiante em Hollywood, de acordo com uma pesquisa publicada nesta sexta-feira (27), que destaca que os quatro filmes mais esperados no próximo ano são dirigidos por mulheres.

Essa tendência parece improvável se considerarmos que apenas cinco mulheres foram indicadas ao Oscar de melhor diretor e uma Hollywood com tendência às vezes ambivalente em relação à misoginia, que veio à tona graças ao movimento #MeToo, que derrubou o produtor Harvey Weinstein.

"Wonder Woman 1984", protagonizada por Gal Gadot, marcada para estrear em junho nos EUA, foi selecionada como o filme mais esperado do ano por mais de 2.000 espectadores consultados pelo site do Fandango.

Patty Jenkins volta a dirigir Mulher Maravilha depois que o primeiro filme, baseado na heroína amazônica da DC Comics, faturou US$ 820 milhões em todo o mundo em 2017.

Os próximos dois da lista também são filmes de super-heróis.

"Viúva Negra", que inicia uma nova fase dos filmes da Marvel, dá ao personagem popular de Scarlett Johansson seu próprio filme. Com lançamento nos EUA programado para maio, o filme é dirigido por Cate Shortland.

"The Eternals", de Chloe Zhao, apresentará em novembro novos personagens da Marvel interpretados por um elenco cheio de estrelas, que inclui Angelina Jolie, Salma Hayek e Kit Harington.

O quarto filme mais esperado para o ano que vem é "Mulan", de Niki Caro, o mais recente da série de remakes de desenhos clássicos que será lançado nos EUA em março.

Outros filmes que também são esperados para 2020 são "No Time to Die", de James Bonde, "Soul", da Pixar, e "Fast and Furious 9", da Pixar.