Diretora morta em filme de Alec Baldwin é homenageada em vigília com emoção e protesto

Resumo da notícia

  • Vigília em homenagem a Halyna Hutchins ocorreu no último sábado (23) nos EUA

  • Profissionais da indústria cinematográfica protestaram por mais segurança nos sets

  • Diretora de fotografia morreu após tiro acidental disparado por Alec Baldwin

A diretora de fotografia Halyna Hutchins, que morreu atingida por um tiro acidental disparado pelo ator Alec Baldwin no set de filmagens do filme "Rust", ganhou uma homenagem da indústria cinematográfica no último sábado (23). Centenas de pessoas comovidas com a tragédia compareceram à vigília organizada em Albuquerque, nos Estados Unidos.

Admiradores do trabalho de Halyna e profissionais do cinema se reuniram, acenderam velas e também protestaram por melhores condições de trabalho na área. Um dos cartazes exibidos trazia frases de protesto como "Ela merecia um local de trabalho seguro!" e "S.O.S. segurança nos sets".

Leia também:

Segundo o "New York Post", Rebecca Rhine, diretora executiva nacional do International Cinematographers Guild, Local 600 IATSE, sindicato que representa os diretores de fotografia, fez um discurso no local.

"Esta noite é sobre Halyna. Haverá muito tempo para focar no quem, no quê, no por que no futuro. Mas temos duas coisas a cumprir esta noite. O primeiro é consolar um ao outro e o segundo é celebrar a vida notável de uma mulher notável que foi interrompida cedo demais", discursou.

O cinegrafista Lane Luper, que fazia parte da equipe de Hutchins no filme "Rust", também falou no evento e homenageou a colega. 

"Fui muito sortudo de trabalhar com ela, porque conheci um dos artistas mais talentosos, generosos e colaborativos, que fazia coisas que eu nem imaginava", afirmou.

Acidente segue sob investigação

As causas do acidente, ocorrido na última quinta-feira (21), ainda estão sendo investigadas pela polícia local e a produção de "Rust" está suspensa por tempo indeterminado.

O ator Alec Baldwin, que fez o disparo da arma que provocou a morte, usou as redes sociais para lamentar a perda da colega.

"Não há palavras para expressar meu choque e tristeza em relação ao trágico acidente que tirou a vida de Halyna Hutchins, esposa, mãe e colega profundamente admirada", disse o artista de 63 anos, que vem cooperando com as autoridades para esclarecer o que de fato aconteceu no set.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos