Diretora de Loki fala sobre sexualidade do personagem

·1 minuto de leitura

Durante o terceiro episódio da série Loki, vemos o deus da trapaça, interpretado por Tom Hiddleston, comentar em um diálogo com Sylvie (Sophie Di Martino), que se interessa tanto por mulheres, quanto por homens, sendo assim, bissexual. E Kate Herron, diretora do seriado, comentou em suas redes sociais sobre o impacto da sexualidade do personagem. 


"Desde que me juntei à Loki era muito importante para mim, e eu tinha isso como objetivo, reconhecer que Loki é bissexual. É uma parte de que ele é e uma parque de quem eu sou também. Sei que é um passo pequeno, mas estou feliz em dizer que agora isso é canônico no MCU", disse em sua conta do Twitter.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.


Em Loki (Tom Hiddleston), o irmão mais novo de Thor volta após ter mudado a linha temporal e escapado com o Tessaract nas cenas de viagens no tempo de Vingadores: Ultimato. Ele, entretanto, é forçado a trabalhar para uma espécie de polícia temporal chamada de Guardiões do Tempo. Lá, ele deve investigar e consertar inconsistências ou paradoxos no universo. Owen Wilson, Richard Grant e Gugu Mbatha-Raw compõem o elenco. Novos episódios chegam toda quarta no Disney+.


Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos