• Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Diretor de 'Elvis' confessa que sofreu pressão ao lidar com família do astro

Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Austin Butler e Tom Hanks - Cenas do filme 'Elvis' credit:Bang Showbiz
Austin Butler e Tom Hanks - Cenas do filme 'Elvis' credit:Bang Showbiz

Baz Luhrmann, diretor da cinebiografia 'Elvis', confessou, em entrevista exclusiva ao portal 'Splash', do Uol, que lidar com as expectativas da família do falecido astro foi mais difícil do que imaginou.

Segundo Baz, Priscilla Presley e Lisa Marie acabaram se tornando parte do filme, já que se envolveram muito com o roteiro, devido ao que a história do longa representa para as duas.

"Foi uma pressão diferente, eu diria. Você sente a pressão dos estúdios e das finanças, porque você quer ter a certeza de que eles não vão deixar o projeto. Mas [estava lidando com] a fé da Priscilla e da Lisa Marie. O peso de se fazer um filme é uma coisa, mas a responsabilidade de contar a história de um pai, um marido ou um avô, é muito grande", explicou o diretor.

Além disso, o cineasta acrescentou que se preocupou muito sobre a forma como abordaria a vida polêmica de Elvis, especialmente porque o longa é contado sob o ponto de vista do empresário do astro, o controverso Colonel Tom Parker, interpretado por Tom Hanks.

"Um filme é uma ferramenta poderosa, que pode causar muito dano. Contar histórias é um instrumento poderoso e você pode danificar muitas coisas por meio da forma como você conta. Então, eu queria fazer o oposto disso: trazer à tona a humanidade de Elvis, sua relevância e o porquê é relevante hoje, e sempre será", finalizou.

'Elvis' estreou na última quinta-feira (14.07.22), nos cinemas brasileiros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos