Diretor de "Pantanal" explica porque cena de estupro não será mostrada

Alcides em
Alcides em "Pantanal" (Globo/João Miguel Júnior)

Nos próximos capítulos de "Pantanal", Alcides (Juliano Cazarré) será estuprado por Tenório (Murilo Benício) e terá que enfrentar o trauma para ter um final feliz ao lado de Bruaca (Isabel Teixeira). A cena é a modificação mais relevante em relação à trama original de 1990, onde Alcides é castrado pelo ex-patrão.

O diretor da cena, Davi Lacerda, explicou porque o ato será mostrado apenas de forma indireta. “A gravação dessa sequência foi muito tensa, houve uma mudança em relação a primeira versão, antes o Alcides era castrado e nessa versão, ficou indicado um estupro, mas optamos em deixar na perspectiva da Maria", contou ele ao "Gshow".

A cena demorou cinco horas pra ser gravada, e vai mostrar uma transformação total em Alcides. O peão não conseguirá mais transar com Bruaca, e se recusará a permanecer junto da amada por não enxergar um futuro além da violência que sofreu.

A escolha de Benedito Ruy Barbosa de castrar Alcides na primeira versão da trama causou polêmica. Angela Leal, que interpretou Maria Bruaca na novela dos anos 90, explicou que o público se revoltou com a decisão do autor. "A guerra foi tanta, o telefone da Manchete não parava. Cartas, gente na porta da emissora, foi o maior ibope da novela inteira. Foram oito horas de gravação, foi duríssimo". Eu me lembro do sangue, lembro da cena, foi apavorante".