Diretor da Globo comenta contratação de Jade Picon: 'Tinha muito a ver'

Ricardo Waddington falou sobre a contratação de Jade Picon na Globo após sua saída do 'BBB 22' (Foto: Divulgação TV Globo)
Ricardo Waddington falou sobre a contratação de Jade Picon na Globo após sua saída do 'BBB 22' (Foto: Divulgação TV Globo)

Resumo da Notícia:

  • Diretor da Globo comentou sobre a contratação de Jade Picon para o elenco de 'Travessia'

  • Youtuber viverá Chiara, uma influenciadora digital vítima de fake news, na novela de Gloria Perez

  • Empresária já revelou que quer ter carreira artística

Diretor de entretenimento da Rede Globo, Ricardo Waddington se pronunciou sobre a polêmica escalação de Jade Picon para o elenco de "Travessia", próxima novela das nove do canal. Alvo de críticas, Jade viverá uma influenciadora vítima de "fake news" na trama de Gloria Perez, que fará par romântico com Chay Suede.

"Vimos que tinha muito a ver. A partir disso, a gente foi atrás, fez testes. O tipo físico da Jade, mais o temperamento que ela demonstrou no BBB, a maneira como ela se comunicava com as pessoas na casa e com o público, isso tudo a credenciou a fazer um teste para uma personagem que trazia essas mesmas características", explicou ao colunista Guilherme Ravache, do Splash UOL.

Ricardo Waddington também negou que Jade Picon só teria sido contratada por possuir milhões de seguidores nas redes sociais.

"Depende da natureza do projeto, mas no que diz respeito à dramaturgia, não tem nenhuma interferência. Não é isso que vai ditar a escolha. Em projetos comerciais, provavelmente alguma. Não há resistência, mas tampouco há um esforço (para escolher influenciadores digitais). A escalação obedece a outros critérios", afirmou.

Jade Picon comenta sonho de ser atriz

No último mês, Jade Picon comentou sobre os planos de carreira pós-BBB e o desejo de atuar. "Tenho muitos planos e tenho o sonho de ser atriz. Quero muito estudar e quem sabe me jogar nessa nova aventura", declarou. A empresária relatou ainda como lida com as críticas.

"Acho que tudo o que eu tinha para sofrer com comentários e hater, eu sofri com 13 anos, que foi bem no início. Eu era insegura comigo mesmo e eu não sabia lidar ao ler as minhas próprias inseguranças jogadas na minha cara porque nunca havia passado por isso. Eu amadureci e com 20 anos, acho que tudo tem a força que você permite que ela tenha. Não tenho contato nenhum com comentários maldosos. Às vezes o que a pessoa diz sobre você diz muito mais sobre ela. Sou muito feliz e realizada".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos