Diretor de "Avatar" e Tom Cruise ficam sem indicações ao Oscar

Tom Cruise durante entrevista coletiva para promover filme "Top Gun: Maverick" em Seul

Por Dawn Chmielewski

LOS ANGELES (Reuters) - O diretor do sucesso de bilheteria "Avatar: O Caminho da Água", James Cameron, não conseguiu aclamação semelhante da indústria, já que os membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas não o indicaram nesta terça-feira ao Oscar de melhor diretor, uma das maiores surpresas desta edição.

Cameron foi acompanhado por outro destaque de bilheteria, o ator Tom Cruise, cujo papel principal em "Top Gun: Maverick" impressionou o público, mas foi descartado da categoria de melhor ator.

Ambos os filmes, no entanto, entraram na lista dos 10 indicados para melhor filme, juntando-se a obras que agradam ao público, como a cinebiografia "Elvis" e a comédia de aventura surrealista "Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo".

Em uma tentativa de permanecer relevante para o público mais jovem, a academia expandiu o número de indicados para melhor filme para até 10 há mais de uma década e indicou filmes de sucesso comercial, rompendo com um histórico de homenagear apenas filmes e performances que seus membros consideram como exibindo mérito cinematográfico.

Outra rejeição notável da lista de melhores filmes foi "Babilônia", a ambiciosa ode do diretor de "La La Land", Damien Chazelle, à velha Hollywood. As estrelas do filme, Margot Robbie e Brad Pitt, também ficaram de fora da lista de indicações de atuação.

O Oscar também foi criticado nos últimos anos por sua falta de diversidade entre os indicados, provocando um movimento para ampliar o número de membros da academia.

Este ano, nenhum dos indicados a melhor diretor são mulheres.

Uma das cantoras de maior sucesso da atualidade, Taylor Swift, também foi esnobada pela academia. Sua canção, "Carolina", de "Um Lugar Bem Longe Daqui", não conseguiu entrar na categoria de melhor canção original. Lady Gaga e Rihanna receberam indicações por "Hold My Hand" e "Lift Me Up".

(Reportagem de Dawn Chmielewski em Los Angeles)