Dilip Kumar, o 'rei da tragédia' de Bollywood, morre aos 98 anos

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Ator de Bollywood Dilip Kumar, em cerimônia de premiação em Singapura, em 22 de maio de 2004

Dilip Kumar, uma das grandes estrelas de Bollywood, morreu nesta quarta-feira (7), aos 98 anos.

O anúncio de seu falecimento gerou uma onda de homenagens do mundo do cinema e de autoridades políticas na Índia.

Junto com Dev Anand e Raj Kapoor, Kumar foi um dos nomes que dominaram a era de ouro do cinema indiano entre os anos 1940 e 1960. O ator teve uma carreira de meio século e fez 60 filmes.

Conhecido como "o rei da tragédia" por sua bela aparência e voz grave, ele protagonizou alguns dos filmes de maior bilheteria da época na indústria cinematográfica indiana.

Perdeu, no entanto, a oportunidade de alcançar fama mundial, ao rejeitar a oportunidade de interpretar Sherif Ali no clássico de David Lean, de 1962, "Lawrence da Arábia". O papel foi interpretado por ator egípcio Omar Sharif, pouco conhecido até então.

Kumar costumava citar os grandes nomes de Hollywood Marlon Brando, Gary Cooper e Spencer Tracy como suas influências.

O ator também se envolveu na política, em 1998, e ajudou a resolver uma disputa entre Índia e Paquistão.

Em declaração nesta quarta, o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, chamou Kumar de "lenda do cinema".

phz-bb-stu/ssy/je/mas/bl/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos