Confira dicas simples para evitar e combater o chulé

O chulé é causado pela digestão das bactérias (Getty Images)

A transpiração dos pés é perfeitamente normal e saudável, afinal apenas desta forma é possível equilibrar a temperatura da região, que costuma ficar muito tempo coberta pelos calçados e meias durante o dia. Composto principalmente de água e uma pequena parcela de sais minerais, o suor em si é inodoro. Porém, com a ação das bactérias, a coisa muda.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Primeiramente, é importante relembrar que qualquer pessoa pode ter chulé e ninguém está livre deste mal causado por conta do suor excessivo na planta do pé. Mais especificamente, o mau odor vem da digestão das bactérias da região que se alimentam, decompõem o suor e a pele morta e liberam gases com o cheiro distinto.

Meias sintéticas, sapatos fechados, de borracha ou de plástico, são alguns dos principais vilões causadores do chulé, pois eles impedem a ventilação dos pés, elevando a umidade da região, provocando a proliferação acelerada das tais bactérias.

Leia também:

Como evitar o chulé

Além dos talcos, cremes e sprays antissépticos e antitranspirantes, a principal forma de evitar o mau cheiro é manter a higiene seguindo dicas simples:

  1. Durante o banho, lembre-se de esfregar bem os pés, incluindo entre os dedos. Também é indicado utilizar uma bucha vegetal para auxiliar a remover toda a pele morta;

  2. Após o banho, seque bem os pés. Se possível, utilize um secador de cabelos para isso, pois além de acabar com o chulé, pés sequinhos também evitam frieiras e micoses;

  3. Meias devem ser utilizadas apenas uma vez após lavadas. Como as bactérias podem resistir a lavagem, deixar a meia de molho em uma solução de água com cachaça, vodca ou vinagre pode ajudar a matar as vilãs do mau cheiro;

  4. Evite usar o mesmo calçado dois dias seguidos;

  5. Depois de usados, deixe os sapatos em um local ventilado.

Para eliminar o cheiro dos calçados, também é possível colocar sachês de bicarbonato de sódio, folhas de sálvia e ramos de lavanda ou cascas de frutas cítricas dentro do sapato. Só não esqueça de removê-los antes de usar para não causar irritações na pele.

Infecções também causam mau cheiro

Frieiras e micoses também podem causar o chulé, pois elas aumentam o número de bactérias nos pés, acompanhadas de fungos. O tratamento para as infecções deve ser indicado por um médico, após uma consulta.