Devs de God of War Ragnarök criticaram game há 3 meses: 'O jogo não é bom. O que vamos fazer?'

Três meses atrás, muito antes de God of War Ragnarök ser elogiado pelo IGN e receber muitos outros comentários brilhantes, alguns dos desenvolvedores estavam "pirando" e pensaram consigo mesmos: "Put* Merd*, o jogo não é bom. O que vamos fazer?"

Em conversa com a GQ UK, o diretor de God of War Ragnarök, Eric Williams, foi questionado sobre como ele se mantém motivado e lida com a pressão de acompanhar um dos jogos contemporâneos mais amados em God of War de 2018.

Ele contou que algumas pessoas não percebem que continuar um jogo que atingiu pontos tão altos não é tão fácil quanto parece. "Você nunca ouve ninguém dizer: na segunda vez que escalei o Everest, foi fácil", disse. O diretor também deu alguns insights fascinantes sobre a mentalidade da equipe há apenas três meses.

“Quando você trabalha com pessoas que estão no ápice do que fazem, você vai conseguir mágica”, disse Williams. "Acabei de sair de uma sala com aquelas pessoas. Tudo o que pude dizer a eles foi: 'Obrigado'. Eles estavam pirando há três meses, 'Puta merda, o jogo não é bom. O que vamos fazer?' Eu não consigo nem imaginar como eles se sentem hoje. Eu gostaria de ter uma máquina do tempo para voltar e me sentir assim."

Williams também discutiu a decisão de fazer a jornada da mitologia nórdica de Kratos em apenas dois jogos e não uma trilogia.

“Sabíamos quais seriam a maioria dos grandes pontos da trama”, disse Williams sobre o que eles sabiam ao engatar em Ragnarok depois de terminar God of War de 201...

Devs de God of War Ragnarök criticaram game há 3 meses: 'O jogo não é bom. O que vamos fazer?'
Leia Mais

PlayStation Stars oferece colecionável digital de God of War: Ragnarok
God of War Ragnarok: Nyvi Estephan se transforma em Kratos e mostra brutalidade em vídeo; assista
God of War Ragnarok: Ricardo Juarez, dublador de Kratos no Brasil, faz cosplay do deus da guerra