Designer da Beyoncé aposta em moda feita na África para criar empregos

Por Nellie Peyton

Por Nellie Peyton

DAKAR (Thomson Reuters Foundation) - Levada à fama no mundo da moda por Beyoncé, uma estilista africana planeja expandir sua produção no Senegal e treinar profissionais locais para transformar o sucesso de sua marca em novos empregos.

As criações da Tongoro, de Sarah Diouf, ganharam atenção internacional depois que Beyoncé usou seus vestidos estampados e calças de boca larga de férias na Itália no ano passado, quase triplicando as vendas.

A jovem, de 31 anos, foi então convidada a fazer um modelo personalizado para a cantora, que usou uma crianção Tongoro e seus dançarinos usaram jóias da marca em seu videoclipe "Spirit", para o filme "O Rei Leão".

Contudo, a crescente demanda por moda "Made in Africa" ​​ainda não beneficiou muitas pessoas em seu país, disse Diouf, que emprega apenas sete profissionais de costura até agora. Com mais treinamento local e vendas online, ela acha que a incipiente indústria de moda do Senegal pode crescer.

"Temos muito talento, mas acho que precisamos de um pouco mais de estrutura para levá-la a um nível mais alto", disse Diouf em uma entrevista na capital senegalesa, Dakar.