Deputadas querem que Câmara aprove moção de repúdio a Sérgio Camargo

·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* BRASILIA, DF,  BRASIL,  06-05-2020 - O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL, 06-05-2020 - O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As deputadas federais Benedita da Silva (PT-RJ) e Erika Kokay (PT-DF) querem que a Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados aprove uma moção de repúdio ao presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, por ofensas e ataques que ele fez aos membros da comissão e ao parlamento.

As parlamentares apresentaram um requerimento na terça (8).

Na segunda (7), Camargo se recusou a participar de audiência pública mediada por Benedita que tinha como tema a crise institucional da fundação. “Não me sento à mesa para dialogar com pretos racistas!”, escreveu Camargo no Twitter. “Crise institucional = cortei a mamata da negrada vitimista e artistas queridinhos da militância.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos