Demi Lovato relembra luta contra drogas, overdose e morte de Mac Miller

Getty Images
Getty Images

Prestes a desembarcar no Brasil, Demi Lovato está promovendo seu novo álbum, "HOLY FVCK", que acaba de ser lançado mundialmente. Nesta quinta-feira (18), a voz de "SKIN OF MY TEETH" passou pelo podcast "The Zane Lowe Show" e relembrou os difíceis momentos que passou durante a sua luta contra as drogas.

Na entrevista, Demi revelou que sentiu certa "culpa de sobrevivente" após a notícia da morte de Mac Miller. O astro faleceu de overdose em setembro de 2018, aos 26 anos, apenas meses depois da cantora ser hospitalizada pelo mesmo motivo. Depois que soube do acontecido, Lovato percebeu que ela poderia ter tido o mesmo destino fatal.

"Eu tive muita culpa de sobrevivente após a minha overdose porque, logo após isso, Mac Miller morreu, e isso colocou tudo em perspectiva para mim, tipo 'Essa poderia ter sido eu, quase fui eu, e como eu vou viver a minha vida agora? Isso me afetou bastante", confessou Demi.

Demi homenageia amigos mortos em novo álbum

O que aconteceu com Mac Miller e alguns de seus amigos mais próximos impactou diretamente no processo criativo da cantora. Em "Dead Friends"...

Leia +


Leia +

Após morte de Mac Miller, Ariana Grande decidiu dar um tempo e se afastar da mídia para se recuperar
Um "fã" acusou Ariana Grande de estar se aproveitando da morte de Mac Miller para se promover
O penhasco de Whindersson Nunes: luta contra as drogas e cremação do filho em biografia