Demi Lovato não tentará mais sobriedade seletiva: “O único jeito”

·2 min de leitura
LOS ANGELES, CALIFORNIA - MAY 27: Demi Lovato is seen arriving at the 2021 iHeartRadio Music Awards on May 27, 2021 in Los Angeles, California. EDITORIAL USE ONLY (Photo by Emma McIntyre/Getty Images for iHeartMedia)
Demi Lovato luta contra o vício em drogas (Foto: Emma McIntyre/Getty Images for iHeartMedia)

Resumo da Notícia:

  • Demi Lovato se recupera do vício em drogas e álcool após sofrer uma overdose e quase morrer

  • E cantore se declarou uma pessoa não binarie e pede que se use pronomes neutros em sua referência

  • Elu lançou uma série documental contando todo o processo de vício em drogas e a recuperação da overdose

Demi Lovato compartilhou com os seguidores mais um passo para sua recuperação de seu vício em álcool e drogas. E cantore, que se declarou como uma pessoa não binarie, publicou nas redes sociais um comunicado.

Elu revelou que vai se distanciar de qualquer tipo de substância que possa servir de gatilho para uma recaída. “Não apoio mais a minha 'sobriedade à Califórnia'. O único jeito de ser sóbria é estar sóbria", escreveu em sua conta nas redes sociais nesta quinta-feira (2).

O termo que elu usou se refere a usar drogas ou álcool apenas de forma recreativa, ela já havia relatado usar maconha e tomar drinks apenas em momentos sociais, o que não deve acontecer mais. E cantore luta para se livrar do vício que a consumiu por muitos anos e a levou sofrer uma overdose.

Todo o seu trajeto para a recuperação foi contado em uma série documental que ela lançou em março em parceria com o Youtube. No “Demi Lovato: Dancing With the Devil” ela tornou público não só o problema com as drogas como os distúrbios alimentares que a consumiam por anos.

Demi também conta como aconteceu sua overdose de heróina. Elu relatou que o seu traficante a assediou sexualmente e a deixou para morrer em sua casa. Durante o processo e artiste sofreu três derrames, uma parada cardíaca, falência de órgãos, pneumonia por ter asfixiado em seu vômito e uma perda de visão temporária, porém com sequelas permanentes, que não a permitem mais dirigir.