Defesa de tabloide arremete contra Depp em tribunal

·1 minuto de leitura
(23 jul) O ator americano Johnny Depp deixa a alta corte de Londres após audiência do julgamento
(23 jul) O ator americano Johnny Depp deixa a alta corte de Londres após audiência do julgamento

Os advogados do tabloide britânico "The Sun" descreveram nesta segunda-feira o ator Johnny Depp, 57, como "um adicto desesperado incapaz de conter sua ira", durante o julgamento da ação por difamação movida pelo ator contra o jornal.

No penúltimo dia de julgamento na alta corte de Londres, após mais de três semanas, a equipe legal do The Sun afirmou que Depp era abusivo e violento com a ex-mulher Amber Heard, 34. Segundo a advogada Sasha Wass, Depp costumava estar "tão gravemente afetado pelo consumo de drogas" que, talvez, não tivesse consciência da dimensão da sua "violência e do seu comportamiento assustador".

Sasha argumentou que o tribunal ouviu "uma grande quantidade de provas" para apoiar as acusações de Amber, incluindo mensagens de texto e e-mails. "Isto traça a imagem de um adicto desesperado, que perdeu, repetidamente, o controle e capacidade de conter sua raiva."

O ator de "Piratas do Caribe" processou o News Group Newspapers (NGN), editor do tabloide, bem como o autor do artigo de 2018 que o classificou como "agressor de mulheres". Depp negou as 14 acusações de violência de que é alvo e descreveu Amber como calculista e desonesta, durante o processo no tribunal superior.

O astro de Hollywood respondeu às acusações alegando que Amber costumava atacá-lo e que agiu em defesa própria. O julgamento termina amanhã, com a alegação final dos advogados de Depp.