Vista por 3,4 milhões, decisão do caso Heard e Depp quebra recorde de Marília Mendonça

Johnny Depp e Amber Heard (Foto: Jim Watson/Pool/AFP via Getty Images)
Johnny Depp e Amber Heard (Foto: Jim Watson/Pool/AFP via Getty Images)

Temos um veredicto! E um novo recorde! Na tarde desta quarta-feira (01), Johnny Depp saiu vitorioso (embora também tenha sido condenado) de um processo de difamação de U$50 milhões contra a ex-mulher, Amber Heard. Mais: durante o pico de audiência, a transmissão ao vivo da decisão chegou a ser acompanhada simultaneamente por 3,4 milhões de pessoas no YouTube, tornando-se a maior da plataforma.

Até então, o ranking era liderado por Marília Mendonça e a “Live Local”, realizada na pandemia, mais precisamente no dia 8 de abril de 2020, quando 3,3 milhões de internautas cantaram e choraram com a eterna Rainha da Sofrência.

Na época, a apresentação caseira da sertaneja também quebrou recorde ao ultrapassar os 3,2 milhões da dupla Jorge & Mateus. A “Live na Garagem” havia ido ao ar quatro dias antes e durou mais de 4 horas.

De acordo com dados do YouTube, nenhuma outra transmissão ao vivo chegou à marca dos 3 milhões. Mesmo assim, Andrea Bocelli (2,8), Gusttavo Lima (2,7), Sandy & Junior (2,5) e BTS (2,3), por exemplo, também garantiram números impressionantes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos