Deborah Secco debate sobre "Bruna Surfistinha" e protesta contra censura

Deborah Secco protesta contra a censura. Foto: Leo Franco/AgNews

Protagonista do filme “Bruna Surfistinha”, Deborah Secco fez um manifesto a favor da arte em um evento em São Paulo na noite do último sábado (18). Convidada do Festival Verão Sem Censura, que promoveu uma exibição do longa dirigido por Marcus Baldini, a atriz participou de um debate ao lado de Raquel Pacheco, autora do livro que inspirou a versão para os cinemas.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Para a ocasião, Deborah escolheu um modelo provocativo: um vestido branco de mangas longas, com a frase: “A arte resiste”.

Leia também:

Deborah Secco e Raquel Pacheco. Foto: Leo Franco/AgNews

Ela publicou um registro do look em suas redes sociais e ganhou o apoio de colegas da classe artística.

“Arrasa, deusa”, comentou a atriz Vitória Strada, sua colega na próxima novela das 19h, “Salve-se Quem Puder”. Juliana Paiva, que também está no elenco da trama, elogiou: “Maravilhosa”. “Linda guerreira”, escreveu a humorista Grace Gianoukas.

Em julho do ano passado, o presidente Jair Bolsonaro citou o filme, lançado em 2011, como um exemplo de produções culturais que ele não julgava merecedoras de financiamento por meio da Ancine (Agência Nacional de Cinema).

“Mudou o governo, chama-se Jair Bolsonaro. De direita, família, respeito às religiões. E quando você fala em Ancine, de uma forma ou de outra, tem dinheiro público lá. E aí você vai fazer um filme da Bruna Surfistinha? Eu não estou censurando. Mas esse tipo de filme eu não quero. Quer insistir? A gente extingue a Ancine. A primeira medida, tem o decreto, vem para Brasília a Ancine. Tirar do Rio? Qual o problema? Vai ficar na nossa asa aqui”, declarou, à época.