De volta a São Paulo, Ana Maria Braga é campeã em se reinventar

Bárbara Saryne
·1 minuto de leitura
A apresentadora se reinventou mais uma vez (Foto: Reprodução/Globo)
A apresentadora se reinventou mais uma vez (Foto: Reprodução/Globo)

Ana Maria Braga estreou seu estúdio em São Paulo na semana passada. O retorno à cidade, após 12 anos no Rio de Janeiro, marcou o início de uma nova fase na vida da apresentadora.

Além da adaptação ao novo ambiente, Ana ainda lida com os desafios de apresentar um programa em plena pandemia e sem a presença de Tom Veiga, o eterno Louro Jose, que morreu em novembro de 2020.

Leia também

A linguagem e proximidade com o público do 'Mais Você' não mudaram. Ana continua com sua leveza e sinceridade. Um dos pontos altos da apresentadora é expor suas fraquezas.

A estreia do estúdio, inclusive, contou com uma homenagem a Tom. Sempre que pode a apresentadora cita o artista e deixa claro o quanto sente sua falta como amigo e parceiro profissional.

Com o 'BBB 21' no ar, a artista também tem feito suas tradicionais entrevistas com os eliminados e tem se destacado. Louro José costumava ajudar citando momentos importantes do jogo e Ana muitas vezes parecia nem acompanhar o reality show.

Sem o braço direito, a veterana entendeu que tudo depende dela e tem dado o seu melhor. Recentemente, ela errou ao falar sobre racismo reverso. No dia seguinte, porém, pediu desculpa ao público e levou informação com a ajuda de especialistas.

A versatilidade também passa pelo visual. Cada dia com o cabelo de uma cor ou penteado, a artista se comunica com jovens, adultos e idosos com facilidade.

Nada para Ana Maria Braga. Erros, doenças e perdas são superados diariamente. Forte como uma rocha, a apresentadora de 71 anos está na TV para dar aula de como entreter em tempos tão difíceis.