De "Infiel" a "Supera": os maiores hits de Marília Mendonça, que nos deixou aos 26 anos

·3 min de leitura

Resumo da notícia:

  • Marília Mendonça morreu aos 26 anos, vítima de acidente aéro

  • Cantora sertaneja teve carreira meteórica como a Rainha da Sofrência

  • De "Infiel" a "Supera", a artista foi uma máquina de hits da música brasileira

Dona de uma carreira meteórica, a cantora Marília Mendonça morreu nesta sexta-feira, 05, aos 26 anos, vítima de um acidente aéreo em Minas Gerais, e deixa o filho Leo, de 1 ano e 10 meses, fruto de seu casamento com Murilo Huff. Ela viajava de Goiânia para o estado mineiro, onde faria um show, e a aeronave caiu em uma cachoeira em Piedade de Caratinga. Além dela, outras quatro pessoas morreram. 

A goiana começou a compor aos 12 anos de idade e destacou-se com as letras de sofrência ainda muito cedo. Mas foi em 2015 que Marília resolveu se posicionar, de fato, como cantora, quando gravou seu primeiro DVD e embarcou no sucesso com as músicas "Sentimento Louco" e "Infiel". E foi só o começo. Relembre os maiores hits de um dos maiores nomes da música sertaneja do Brasil:

Leia também:

Infiel

Lançada em 2015, "Infiel" se tornou a segunda canção mais tocada nas rádios do Brasil naquele ano como faixa de seu primeiro DVD, intitulado "Marília Mendonça: Ao Vivo". 

Eu sei de Cor

Em outubro de 2016, Marília lançou um EP acústico ao vivo, intitulado "Agora É Que São Elas", com faixas de sucesso anteriores e com o single "Eu Sei de Cor", sucesso nas paradas. 

Amante Não Tem Lar

Em março de 2017, veio seu segundo álbum, intitulado "Realidade", novamente com a participação da dupla Henrique & Juliano e com "Amante Não Tem Lar" como um dos maiores hits do ano. O disco chegou a ser indicado ao Grammy Latino na categoria de "Melhor Álbum de Música Sertaneja".

De Quem É a Culpa

Do mesmo DVD "Realidade", a goiana caiu no ouvido do povo brasileiro com "De Quem É a Culpa". Naquele ano, 2017, a Rainha da sofrência se tornou a artista brasileira mais ouvida no YouTube, conquistando o 13º lugar no ranking mundial.

Estranho

A última música do projeto "Agora Que São Elas 2", lançada em março de 2018, tocou no fundo do coração de quem viveu términos de relacionamentos quando dá aquela esfriada. "Estranho" conta com mais de 460 milhões de visualizações no Youtube.

Bebi Liguei

Parte da trilha sonora da novela "A Dona do Pedaço", a música "Bebi Liguei" também chegou ao público em 2018 e se tornou mais um hino dos apaixonados cheios de frustrações e regados de álcool. 

Ciumeira

Em 2019, a sertaneja presentou os fãs com seu terceiro DVD, intitulado "Todos Os Cantos", e garantiu o prêmio de "Melhor Álbum de Música Sertaneja" do Grammy Latino. Para coroar as crises de relacionamento, veio o hit "Ciumeira" como faixa inédita do álbum e é só um dentre diversos sucessos do primeiro volume da produção. 

Bem Pior que Eu

Do trabalho incrível de "Todos Os Cantos" também veio "Bem Pior Que Eu" com mais de 500 milhões de visualizações no Youtube. 

Todo Mundo Vai Sofrer

Quem nunca cantou essa? O hit que lamenta que "quem eu quero não me quer" foi mais um sucesso estrondoso de "Todos Os Cantos", hino da sofrência nas baladas e fones por todo o país. 

Supera

Além das lamentações, também tem hino de empoderamento. Ela nos ensinou que "se ele não te quer, supera". E foi assim que a faixa "Supera" coroou os hits do primeiro volume de "Todos Os Cantos". Não foi a toa que a cantora ocupou o primeiro lugar no TOP 10 das mulheres mais ouvidas do Brasil no Spotify de 2019.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos