De cuspe a agressão: 5 histórias dos bastidores de ''A Favorita'' que você não sabe

"A Favorita" será exibida no Vale a Pena Ver de Novo (Foto: Globo/Frederico Rozario)
"A Favorita" será exibida no Vale a Pena Ver de Novo (Foto: Globo/Frederico Rozario)

"A Favorita" está prestes a voltar para as telas da Globo nesta segunda-feira (16) no "Vale a Pena Ver de Novo". Embora a trama já seja conhecida pelo grande público, muitos telespectadores não sabem das histórias de bastidores do folhetim, que já foram revelados pelos próprios atores, como Patrícia Pillar e Claudia Raia, as protagonistas da novela.

Briga com o diretor, cuspe de verdade e até mesmo agressão por parte do público entram para esta lista seleta e um tanto quanto inesperada. Confira!

Briga com diretor

Em seu livro ‘Sempre Raia um Novo Dia’, Claudia Raia relembrou quando teve uma briga séria com o diretor Ricardo Waddington sobre a protagonista Donatela, uma vez que ambos divergiam no quesito interpretação. Ela queria algo mais intenso, já ele preferia uma atuação minimalista.

O problema é que perto do capítulo 60, Waddington deu sua ordem final e a atriz não gostou nem um pouco, dizendo que aquele não era o combinado e que ele deveria procurar outra pessoa para o papel. Resultado? O clima só piorou. O diretor disse “um monte de coisas”, como Raia conta no livro. Depois, a paz foi reestabelecida e ele lhe pediu desculpas na frente de toda a produção.

Preparação

Para o papel de Flora, Patrícia Pillar precisou fazer uma preparação em uma penitenciária feminina, a Talavera Bruce, no Rio de Janeiro. Na época, a atriz procurou contato com várias detentas para conhecer suas histórias e entender melhor como é viver sem liberdade. Além disso, a artista fez algumas aulas de boxe que lhe ajudaram a construir um físico que tivesse um aspecto mais brutal.

Cuspe de verdade

Ary Fontoura é conhecido como o 'reizinho da internet' atualmente, mas não era assim quando interpretou o mordomo Silveirinha. Isso porque durante a gravação de uma das cenas, ele cuspiu de verdade em Claudia Raia após os dois entrarem em um embate, quando a personagem Donatela descobre que o empregado é um aliado de Flora.

Em entrevista à coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, o ator revelou que essa foi uma das cenas mais marcantes do folhetim. ​"Estávamos tomados pela emoção. Começamos a brigar e foi indo, foi indo, foi indo e as coisas aconteceram, eu cuspi de verdade na Claudia. É claro que a gente não pode perder a razão, mas há cenas que são tão envolventes que temos que tomar muito cuidado para não ultrapassar limites", disse.

Trauma

Não foi só a preparação imersiva que marcou Patrícia Pillar ao longo da novela, mas também um trauma. Em entrevista à Globo, a atriz afirmou que nunca mais foi a mesma depois de interpretar Flora, justamente por causa da intensidade do ressentimento da personagem.

"Me marcou a força que fica guardada em uma pessoa que não soube lidar com o sentimento de rejeição, que fez o amor pela irmã virar ódio e o ódio virar desejo de vingança. Muitas ações violentas são regidas pelo ressentimento. Poder lidar com essa gama tão complexa de sentimentos foi um grande aprendizado para mim", afirmou.

Agressão de telespectador

Sem dúvidas, um dos personagens mais marcantes de "A Favorita" é Leonardo, interpretado por Jackson Antunes. Na trama, ele é um homem que agride a mulher Catarina (Lilia Cabral) de maneira verbal e física. Diante de uma atuação impecável, ficou difícil para alguns telespectadores separarem a ficção da realidade.

Tanto que, Jackson começou a receber mensagens de ódio do público e até mesmo foi agredido por uma pessoa em uma banca de jornal, enquanto andava na Zona Sul do Rio de Janeiro. Em entrevista ao Jornal do Brasil à época, o artista relatou que um senhor o empurrou quando o viu naquele momento.

"Eu me desequilibrei, porque estava usando bengala devido a uma lesão na perna esquerda, a mesma em que tive uma trombose há 13 anos. Só que, desequilibrado, precisei me apoiar na [perna] direita e acabei sofrendo um princípio de outra trombose", contou. Não deu outra, ele precisou ir ao hospital, ficou afastado das gravações por um tempo e até mesmo chegou a usar cadeira de rodas. Felizmente, o ator conseguiu se recuperar e voltou à trama.