Datafolha em SP: Russomanno, Boulos e França empatam em 2º, e Covas lidera com 28%

Redação Notícias
·3 minuto de leitura
Pesquisa ouviu eleitores entre os dias 3 e 4 de novembro. (Foto: Reprodução)
Pesquisa ouviu eleitores entre os dias 3 e 4 de novembro. (Foto: Reprodução)

O Instituto Datafolha divulgou sua terceira pesquisa de intenção de voto para a Prefeitura de São Paulo nas eleições de 2020, nesta quinta-feira (5). O atual prefeito, Bruno Covas (PSDB), segue na liderança, e vê formar um bloco pela segunda colocação constituído por Celso Russomanno (Republicanos), Guilherme Boulos (PSOL) e Márcio França (PSB), tecnicamente empatados no limite da margem de erro.

Confira os percentuais de intenção de voto:

  • Bruno Covas (PSDB): 28%

  • Celso Russomanno (Republicanos): 16%

  • Guilherme Boulos (PSOL): 14%

  • Márcio França (PSB): 13%

  • Jilmar Tatto (PT): 6%

  • Arthur do Val - Mamãe Falei (Patriota): 4%

  • Andrea Matarazzo (PSD): 3%

  • Joice Hasselmann (PSL): 3%

  • Levy Fidelix (PRTB): 1%

  • Marina Helou (Rede): 1%

  • Orlando Silva (PCdoB): 1%

  • Nenhum/branco/nulo: 9%

  • Não sabe: 3%

Antônio Carlos Silva (PCO) e Vera Lúcia (PSTU) tiveram menos de 1%.

Em relação ao levantamento publicado no dia 22 de outubro, Covas cresceu cinco pontos percentuais, indo de 23% para 28%. Russomanno seguiu a tendência de queda e perdeu quatro pontos percentuais, saindo de 20% e indo para 16%.

Leia também

O candidato do Republicanos abre o bloco que disputa uma vaga em um possível 2º turno com Bruno Covas. Ele está tecnicamente empatado com Guilherme Boulos (PSOL), que tinha 14% e manteve o mesm percentual nesta pesquisa, e no limite da margem de erro com Márcio França (PSB), que tinha 10% e foi para 13%.

Mais atrás, aparecem Jilmar Tatto (PT), que cresceu de 4% para 6%; Arthur do Val, o Mamãe Falei (Patriota), que manteve os 4% da pesquisa anterior; Andrea Matarazzo (PSD), que subiu de 2% para 3%; e Joice Hasselmann (PSL), que permaneceu no patamar de 3% do levantamento de 22 de outubro.

Levy Fidelix (PRTB), Marina Helou (Rede), Orlando Silva (PCdoB) mantiveram 1% da pesquisa anterior. Já Antônio Carlos Silva (PCO) e Vera Lúcia (PSTU) tiveram menos de 1%.

Brancos, nulos ou os que optaram por nenhum candidato somam 9%, enquanto os que não sabem são 3%.

REJEIÇÃO EM SÃO PAULO

A pesquisa também questionou em quem os eleitores não votariam de jeito nenhum. Confira os percentuais:

  • Celso Russomanno: 47%

  • Joice Hasselmann: 30%

  • Bruno Covas: 25%

  • Jilmar Tatto: 23%

  • Guilherme Boulos: 22%

  • Levy Fidelix: 22%

  • Orlando Silva: 17%

  • Arthur do Val: 16%

  • Márcio França: 14%

  • Andrea Matarazzo: 13%

  • Vera Lúcia: 12%

  • Antônio Carlos: 10%

  • Marina Helou: 10%

  • Rejeita todos/não votaria em nenhum: 3%

  • Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 2%

  • Não sabe: 4%

Na pesquisa de rejeição, os entrevistados podiam apontar mais de uma resposta, por isso a soma dos fatores apontados é de mais de 100%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S. Paulo” e ouviu 1.260 eleitores na cidade de São Paulo nos dias 3 e 4 de novembro de 2020. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral com o número SP-06709/2020.