Danton Mello deixou de ser ateu após protagonizar "Predestinado": "Pé no espiritismo"

Danton Mello em
Danton Mello em "Predestinado: Arigó e o Espírito do Dr. Fritz". Foto: Divulgação/Imagem Filmes

Resumo da notícia:

  • Danton Mello era ateu antes de protagonizar a trama espírita "Predestinado"

  • Em entrevista ao Yahoo, Danton Mello abriu o coração sobre a experiência de viver o médium Zé Arigó

  • Filme baseado em história real chega aos cinemas no próximo dia 1 de setembro

A emoção de Danton Mello ao relembrar a experiência de protagonizar "Predestinado" mostra o quanto o papel de Zé Arigó foi transformador na vida do artista. Na trama espírita, o mineiro vive o médium brasileiro que fez história em Congonhas, no interior de Minas Gerais, pelas cirurgias espirituais ao encarnar o médico alemão Dr. Fritz. Em entrevista ao Yahoo, o ator abriu o coração sobre como a produção mexeu com suas crenças, já que ele se declarava ateu antes de estrelar o longa.

Para além de atuação

Ele revelou que passou por um questionamento pessoal antes de aceitar o personagem por, até então, não acreditar no espiritismo. “Eu não conseguia ler o roteiro, lia 10 páginas e chorava, lia mais 15 e chorava já no dia seguinte. Pensava: ‘Por quê? Será que consigo fazer esse personagem? Eu não acredito nisso! Como é fazer isso?'", relatou.

No entanto, após ler o roteiro por completo, Danton não teve dúvidas de que iria embarcar nesse trabalho ao encarar como uma experiência necessária para a sua vida além da atuação. "Achei que seria importante para repensar a espiritualidade e entender esse universo. Não tem como fazer um personagem como o Arigó e sair do jeito que entrou.

Por isso fico muito emocionado quando dou entrevista, quando falo desse filme, porque mexeu muito comigo", afirmou ele, que chegou a chorar durante conversa com jornalistas sobre o filme. O ator deixou claro que teve sua crença (ou falta de) totalmente mudada após a produção.

"Muita gente não vai acreditar, mas eu acredito que ele operou durante mais de 20 anos, milhares e milhares de pessoas. E que existe algo, que eu não sei te explicar, e que ele fazia aquilo ali mesmo”.

Inclusive, Danton confessou que se vê atualmente com um "pé no espiritismo" ao ser questionado sobre como passou a se declarar quando o tema for religião. "Tentando me aprofundar mais e encontrar a paz, que é o que a gente precisa”, disse.

A intensidade na devoção ao personagem foi tão forte que o ator relatou dificuldades em se desvencilhar de Zé Arigó após cenas mais sensíveis. “Cortava a câmera e eu seguia vivendo o personagem, muito emocionado. A cena final, eu me lembro que a gente acabou de rodar e não sei quanto tempo eu demorei para voltar a ser o Danton. Fiquei muito mexido”, contou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

"Predestinado: Zé Arigó e o espírito do Dr. Fritz"

Dirigido por Gustavo Fernandez, "Predestinado" retrata a história de Zé Arigó, médium brasileiro vivido por Danton Mello, que se eternizou na pequena cidade de Congonhas, interior de Minas Gerais. Durante 20 anos, o mineiro operou fiéis do Brasil e do mundo sob comando do espírito do médico alemão Dr. Fritz, em meados da década de 1960.

“Falar sobre espiritualidade é diferente de falar sobre religião. O filme não tem a pretensão de convencer ninguém. Mas, se existe qualquer pretensão, é de que a intolerância, principalmente a religiosa, diminua. Se existe algo particular inerente ao ser humano é a fé e o jeito de vivenciar a experimentá-la”, declarou Juliana Paes, intérprete da esposa de Zé Arigó, em evento de divulgação do filme

“Não é um filme só para espírita. Você pode assitir ao filme e não acreditar em nenhuma daquelas cirurgias ou você pode acreditar. Acho que o filme tem que ser assistido por todo mundo. A mensagem é ajudar o próximo e olhar com respeito e amor, que é o que a gente precisa no mundo”, completou o protagonista Danton Mello.

O elenco ainda conta com Marco Ricca, Cássio Gabus Mendes, Marcos Caruso, Alexandre Borges e mais com estreia marcada para 1° de setembro nos cinemas.

Confira o trailer: