Danilo Gentili é condenado à prisão por injúria contra deputada

Foto: Reprodução/Instagram (@danilogentili)

O humorista Danilo Gentili foi condenado à prisão por crime de injúria contra a deputada federal Maria do Rosário (PT). A juíza Maria Isabel do Prado, da 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo, o sentenciou a seis meses e 28 dias de detenção nesta quarta-feira (10).

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

A ação se refere a um vídeo publicado por Gentili em 22 de março de 2016, em que o apresentador chama a deputada de “nojenta”, “falsa” e “cínica”. Segundo a decisão, ele injuriou a deputada “ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro, atribuindo-lhe alcunha ofensiva, bem como expôs, em tom de deboche, a imagem dos servidores públicos federais e a Câmara dos Deputados.”

A defesa alegou que não foi um ataque a Maria do Rosário, mas a juíza não aceitou. “Se a intenção do acusado não fosse a de ofender, achincalhar, humilhar, ao ser notificado pela Câmara dos Deputados, a qual lhe pediu apenas que retirasse a ofensa de sua conta do Twitter, o acusado poderia simplesmente ter discordado ou ter buscado a orientação jurídica de advogados para acionar pelo que entendesse ser seu direito”, afirmou Maria Isabel do Prado na sentença.

Danilo Gentili pode recorrer da decisão ao Tribunal Regional Federal da 3ª Região em liberdade.

Nas redes sociais, Danilo debochou da decisão.

 

Maria do Rosário também se manifestou e afirmou que “a condenação do Sr. Danilo Gentili deve ser lida como uma convocação à sociedade para retomar o respeito, o bom senso no debate público, nas redes sociais e na vida.”