Dani Calabresa relembra experiência traumática no "Programa do Jô": "Um ano para assistir"

Dani Calabresa (Foto: Victor Pollak)
Dani Calabresa (Foto: Victor Pollak)

Quem vê "close" realmente não vê "corre"! Dani Calabresa definiu a primeira vez em que participou do "Programa do Jô" — o que era o auge para muitos — como uma experiência traumática. Isso porque a humorista, que garante não ter feito nada de errado na ocasião, levou uma bronca do diretor da atração e ainda passou por um climão com o apresentador, que morreu no início deste mês.

"Era 2009 ou 2010. Eu estava na MTV, fazia comédia ao vivo, stand-up. Estava na TV, feliz. Já tinham ido o [Marcelo] Adnet, a Tatá Werneck arrasou, mas demorou para ir, o [Fábio] Rabin eles chamaram, ele aceitou. No mesmo dia eu fui. Estava me cagando de medo", relembrou ela em entrevista ao podcast "PodPah".

Ao chegar ao estúdio, onde estavam o pai, a mãe e uma "segunda mãe", Dani foi surpreendida por uma bronca de um diretor. "Ele olhou para mim e disse: 'Nossa, até que enfim apareceu a margarida'. Eu já estava nervosa, tomei um esporro sem saber o porquê. Ele me acabou, como se eu fosse uma estrela que prometeu chegar às 13h e chegou às 16h. Só que eu cheguei... Eu gravei na MTV, o carro me buscou, e eu fui direto", continuou.

Para piorar, a humorista, que achava que faria apenas uma entrevista, ouviu que teria que apresentar o stand-up que fazia na época para Jô Soares. "Eu não esqueço. Foi horrível. Levei um ano para ver a entrevista. Saí chorando de lá. Fiz meu texto com lágrima presa no olho, ele [Jô] não riu de nada. Ele saiu, comecei a chorar, tremer", relatou.

A plateia, por sua vez, achou a apresentação muito divertida, ainda mais por causa do reforço de Rabin. O bate-papo com o apresentador, que rolou depois, também foi bom. "Quando terminou, fiquei muito feliz de ter conhecido o Jô. Mas saí arrasada, traumatiza", avaliou Dani.