Dado Dolabella critica Caio Castro por foto com peixe: 'Destruindo riquezas natuais'

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Dado Dolabella, 40, usou a função Stories, do Instagram, para tecer duras críticas a Caio Castro, que comemorou o aniversário de 32 nesta sexta-feira (22) em Fernando de Noronha (PE), onde está passando férias. Entre fotos em que está aglomerado com amigos e a namorada Grazi Massafera, 38, -ação que deveria ser evitada em meio a pandemia do coronavírus- Castro postou uma imagem com um peixe enorme nas mãos com a legenda "Sushi Day". Foi o suficiente para Dolabella, ativista vegano e defensor dos animais, se envolver em mais uma polêmica. "É sinistro ver isso: um cara que tem a responsabilidade de influenciar milhões de pessoas, comemorar o aniversário matando todo o arquipélago sagrado que ele está, destruindo todas as riquezas naturais que tem ali", postou na manhã deste sábado (23). Dolabella não parou por aí e criticou também Giovanna Lancellotti, 27, que curtiu a postagem de Castro e reagiu a foto do amigo com risadas. "O mais louco ainda é ver uma menina que faz campanha para o Greenpeace para proteger os oceanos, curtindo e rindo disso", disse, marcando a página da organização ambiental na postagem na qual citava a atriz. Dolabella compartilhou sua indignação também no perfil do ator. "Sinto pena pelos dois, quem morreu e quem matou". Os fãs do artista que conta com 19,2 milhões de seguidores no Instagram não gostaram nada e reagiram dizendo que ele queria biscoito -expressão usada para ironizar quando alguém age para chamar a atenção- e pedindo que ele deixasse a página de Castro. Em 2018, Dolabella cumpriu dois meses de prisão em São Paulo. O ator foi acusado de dever R$ 196 mil de pensão alimentícia ao filho fruto do seu relacionamento com Fabiana Vasconcelos Neves. Ele também se envolveu em um caso de agressão contra a então namorada Luana Piovani, em 2008. Longe da televisão desde 2012, quando fez sua última novela da Record, "Máscaras", Dolabella disse estar tranquilo com essa situação. Segundo ele, a TV vai contra seu posicionamento ideológico, por ter como patrocinadora a indústria de alimentos de origem animal.