Da miséria ao luxo: 6 personagens que ficaram ricas e sofreram bullying em novelas

Paz deu a volta por cima vendendo bolos na rua (Foto: João Miguel Júnior/Globo)

A expressão “o jogo virou” é muito comum na ficção. Pobres ficam ricos, milionários ficam pobres. Tudo sempre pode acontecer. Em ‘A Dona do Pedaço’, por exemplo, Maria da Paz (Juliana Paes) começa a viver sua fase ostentação a partir desta segunda-feira (27).

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

A novela conta com uma passagem de tempo de 20 anos e a mocinha, que teve de sair do interior do Espírito Santo após ser jurada de morte, aparece como dona de uma rede de confeitarias.

Leia também

O problema, no entanto, é que nem todo mundo respeita a nova versão de Maria da Paz. A boleira faz o estilo brega e é uma piada para a elite de São Paulo. No capítulo de terça-feira (28), inclusive, a capixaba será ridicularizada ao chegar em um leilão usando um visual cafona.

Maria da Paz pronta para causar no leilão (Foto: João Miguel Júnior/Globo)

Gladys (Nathalia Timberg), que não reconhecerá a ex-empregada, comparará a boleira com uma alegoria de samba e todos cairão na risada. Maria, porém, não perceberá o motivo dos risos e ficará feliz com o clima descontraído do evento.

Esta não é a primeira vez que uma personagem enche a conta bancária, muda o estilo e acaba sofrendo bullying na dramaturgia. Relembre algumas mulheres que já passaram por isso em novelas da Globo:

Natalie Lamour - Insensato Coração (2011)

Foto: Reprodução/Globo

Natalie Lamour (Deborah Secco) tinha um estilo bem piriguete e se envolveu em várias enrascadas para ter dinheiro e conquistar a fama em ‘Insensato Coração’ (2011). A moça até engatou um namoro de fachada com um cantor gay em troca de dinheiro e casou com um corrupto que acabou atrás das grades.

No fim da novela, conseguiu o que queria ao entrar para a política e se tornar deputada federal. Cheia de grana, Natalie passou a exagerar ainda mais no figurino e chegou a virar piada pela “breguice”.

Valdirene - Amor à Vida (2013)

Foto: Raphael Dias/Globo

Conhecida como a piradinha de ‘Amor à Vida’, Valdirene (Tatá Werneck) causou do início ao fim da novela para ficar rica e famosa. A morena conquistou fãs ao participar do ‘BBB’, mas não saiu de lá como vencedora.

Para ficar cheia de dinheiro, ela acabou apelando para o golpe da barriga e nunca foi levada a sério pelos mais ricos por conta de seu estilo cafona.

Magnólia - Império (2014)

Foto: Estevam Avellar/Globo

Magnólia e Severo eram pobres e viviam às custas de Maria Isis (Marina Ruy Barbosa), que tinha um caso com o Comendador Zé Alfredo (Alexandre Nero) em ‘Império’. Sem noção, o casal queria ter uma vida de rico mesmo tendo pouca grana, até que Severo apostou em um cavalo e a sorte dos dois mudou.

Magnólia resolveu exagerar nos looks, compras e visitas ao salão de beleza. Para conviver com a elite, a perua fez uma grande festa para comemorar as bodas de prata com o marido e chamou muita gente rica e famosa, mas foi zoada em sua própria festa por causa do look extravagante e sua falta de etiqueta.

Sandra Helena - Pega Pega (2017)

Foto: Estevam Avellar/Globo

Funcionária do Carioca Palace, Sandra Helena (Nanda Costa) ficou rica depois que se juntou com outros colegas de trabalho para assaltar o cofre do dono do hotel de ‘Pega Pega’.

A personagem, que tinha uma gargalhada maravilhosa, tentou se vingar de todos que a exploravam no trabalho e investiu em peças bem extravagantes para compor o look com a grana roubada. Ela achava que estava abafando, mas era zoada por muitos em todos os lugares que passava.

Cesária - O Tempo Não Para (2018)

Foto: Divulgação/Globo


Cesária (Olívia Araújo) era escrava da família de Marocas (Juliana Paiva) na primeira fase de ‘O Tempo Não Para’. Depois de passar um século congelada e descobrir que se tornou uma mulher livre, a senhora descobriu que todas as joias de crioula, que guardava em um baú, tinham muito valor na nova época.

Com um bom coração, ela resolveu vender suas peças valiosas para ajudar outros negros e pegou um pouquinho da grana pra investir em seu visual. Como tinha uma visão antiquada de moda, muitos criticaram as roupas adquiridas pela ex-escrava em sua fase ostentação. Está aí a prova que dinheiro não compra tudo!