Truques como currículos 'comestíveis' podem ajudar a conseguir uma vaga?

Finanças Internacional
·3 minuto de leitura
Video conference. Colleagues taking part in video conference in home. Working from home. Software for online communication. Vector illustration
Há várias formas de apresentar um currículo hoje

Por Lydia Smith

A situação atual é bastante delicada para quem está à procura de um novo emprego. Em vez de contratar, muitas empresas estão fazendo cortes, e as demissões inundaram o mercado de trabalho.

Com tanta concorrência, alguns candidatos estão buscando jeitos criativos de se destacar. De CVs comestíveis a camisetas-currículo e cartas de apresentação de chocolate, a tendência agora é soltar a criatividade na hora de candidatar-se a uma vaga. Um ex-gerente técnico de projetos chegou a colocar sua foto e um CV gigante em um caminhão depois de ter sido demitido de um parque de diversões em julho.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Dados oficiais sugerem que a atual crise do mercado de trabalho é a pior em décadas, então é fácil entender por que as pessoas estão buscando novas maneiras de chamar a atenção dos empregadores. "Procurar um emprego em meio à pandemia da COVID-19 é especialmente difícil, já que muitas empresas foram forçadas a demitir e o processo de contratação passou a ser praticamente todo virtual", explica Karin Borchert, CEO da Modern Hire.

Leia também:

"Milhares de pessoas já estão desempregadas no Reino Unido. Com novas restrições e lockdowns, esse número pode aumentar ainda mais, levando o mercado de trabalho da falta ao excesso de candidatos", completa ela.

Entre os que continuam se candidatando às poucas vagas abertas, muitos acabam se frustrando por não receber resposta dos recrutadores e gerentes de contratação. "Por isso, alguns candidatos decidiram recorrer a maneiras criativas e não convencionais de chamar a atenção dos empregadores para se destacar", diz Karin.

Para alguns sortudos, essa abordagem inovadora pode até funcionar, e o fato de que os candidatos estão investindo na criatividade para despertar o interesse dos recrutadores pode ser algo positivo. Karin explica que um CV original pode refletir a personalidade do candidato logo no início do processo, destacando-o da multidão e ajudando a definir se ele é realmente adequado para a vaga.

No entanto, não dá para saber como o empregador vai reagir a esse tipo de iniciativa. Alguns podem apreciar a abordagem mais criativa, mas outros podem considerá-la inadequada ou desagradável. Também pode ser um pouco degradante precisar recorrer a truques em um CV com anos de experiência, qualificações e habilidades, ainda mais se a ideia não der certo.

A exposição da personalidade do candidato também pode aumentar a parcialidade no processo de contratação. "Para garantir a imparcialidade e que os gerentes de contratação avaliem todos os candidatos, as organizações precisam efetivamente aplicar inteligência artificial de forma ética e transparente às informações compartilhadas intencionalmente pelos candidatos", explica a CEO.

"Dessa forma, as equipes de recrutamento e seleção podem concentrar-se no que mais importa: as características do candidato que são relevantes para o sucesso no cargo em questão. Usando como base apenas dados relevantes para o trabalho, as empresas podem acabar com a parcialidade, além de garantir que todos os candidatos sejam avaliados de forma justa, sem precisar fazer malabarismos para serem notados", continua ela.

Mas com uma concorrência tão grande, o que é possível fazer para aumentar as chances de conseguir uma entrevista de emprego?

"O melhor que o candidato pode fazer para destacar-se e aumentar as chances de conseguir uma entrevista é preparar-se bem para os processos de recrutamento e de entrevista", aconselha Karin.

É importante manter tanto o currículo quanto a carta de apresentação atualizados e adaptados com as informações relevantes à vaga.

"Outra dica é pesquisar sobre a empresa e a vaga para garantir que todas as informações fornecidas, tanto no CV quanto nas entrevistas, sejam relevantes para o cargo. Confira se você tem algum contato na sua rede que já trabalhe na empresa para trocar informações", completa Karin.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube