5 curiosidades do clássico 'O Poderoso Chefão'

(Reprodução/IMDb/1972 Paramount Pictures)

O filme ‘O Poderoso Chefão’ é um clássico dos cinemas. O primeiro longa da série foi lançado em 1972, há quase 50 anos. O título está sendo relembrado nos últimos dias por conta da morte de um dos atores da trilogia, Danny Aiello, que deu vida ao mafioso que matou Frank Pentangeli (Michael V. Gazzo) e ficou conhecido com a frase “Michael Corleone diz olá”.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Aliás, essa é a primeira curiosidade sobre o filme: essa tão celebrada frase de Danny Aiello foi improvisada. Veja outras:

Leia também

Marlon Brando e suas colas 

O galã Marlon Brando, que deu vida ao grande Don Vito Corleone, era conhecido por ser sempre causar confusão. Nos sets, ele não conseguiu decorar todas as falas e saiu colocando frases em cartões para poder consultar.

Brando não foi buscar o Oscar 

Marlon Brando era tão encrenqueiro que, ao ganhar o Oscar por interpretar Don Corleone, ele não recebeu a estatueta. Em vez disso, enviou uma atriz vestida de índia, como forma de protestar contra a discriminação aos índios americanos feita pelo governo e por Hollywood na época.

Al Pacino foi a quarta opção de Coppola

Responsável por dar vida ao famoso Michael Corleone, Al Pacino não era a primeira opção para o papel. Nem a segunda e nem mesmo a terceira opção. Antes dele, atores já mais famosos que ele na época como Warren Beatty, Jack Nicholson e Dustin Hoffman tinham sido convidados, mas todos recusaram. Pacino tinha apenas experiência no teatro e, por isso, não foi cogitado - mas podemos chamar de destino? Depois do filme, Al Pacino foi indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante e viu sua carreira deslanchar.

Avós de Pacino eram de Corleone, Itália 

Coincidência ou não, os avós de Al Pacino são imigrantes italianos que foram viver nos Estados Unidos. Eram oriundos justamente de Corleone, uma cidade na Sicília, na Itália. 

Sofia Coppola participou da trilogia

Antes de interpretar Mary Corleone no terceiro longa da trilogia, Sofia Coppola, filha de Francis Ford Coppola (diretor dos longas), também fez ponta nos outros dois filmes da trilogia: ela era o bebê de Connie e Carlo, no batizado no primeiro filme. No segundo, longa, ela interpretou uma imigrante italiana. Outra curiosidade: ela só deu vida a Mary, porque Winona Ryder, que era a atriz escalada para o papel, desistiu.