Cruzeiro na Série A apenas em 2026? Essa possibilidade foi cogitada no clube

Resgate do Cruzeiro vai passar pela participação da torcida, de acordo com novos gestores do clube (Alessandra Torres/AGIF)

A dívida do Cruzeiro já passou da barreira dos R$ 700 milhões. Com receitas antecipadas até a 2023 e na Série B do Campeonato Brasileiro, a temporada 2020 será de muito aperto para a equipe celeste. Comandado por um conselho de notáveis desde a renúncia da diretoria encabeçada por Wagner Pires de Sá, várias reuniões aconteceram nos últimos dias, para que sejam traçados os novos rumos do clube. E até mesmo um recomeço foi cogitado, assim como fizeram algumas equipes italianas, como Parma, por exemplo.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Caso essa hipótese fosse levada adiante, seria necessário a criação de um novo CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica). Na prática nasceria um novo clube, que carregaria toda a história do Cruzeiro, que completará 100 anos em 2021. A informação foi divulgada pelo jornalista João Vitor Xavier, no programa Bastidores, da Rádio Itatiaia. Essa prática é até comum no meio empresarial, para escapar de dívidas ou até mesmo ganhar mais prazo para resolver algumas pendências financeiras.

Leia também:

No entanto, essa possibilidade não deve seguir em frente, pois resultaria no recomeço não apenas fora de campo, mas também esportivo. Em caso de criação de uma nova entidade, o Cruzeiro teria de recomeçar na Segundona do Campeonato Mineiro, que na realidade é a terceira divisão estadual.

Isso significaria que o Cruzeiro só poderia volta à elite do futebol nacional em 2026, seguindo o caminho atual. Foi justamente por isso que a ideia não ganhou força. Os próximos passos serão para levantar dinheiro através da torcida e um reformulado programa de sócio-torcedor será o carro chefe nessa recuperação. Na sequência, a Raposa vai se tornar um clube empresa, como revelou Vittorio Medioli, o atual CEO do Cruzeiro e prefeito de Betim.

O caminho do “novo Cruzeiro”

Caso fosse colocada em prática a ideia de um recomeço do Cruzeiro, o clube teria de disputar a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro para iniciar o retorno à Série A do Brasileirão. Como a competição que é equivalente à terceira divisão estadual é disputada no segundo semestre e pode ser jogada por equipes que estão em dia com a Federação Mineira de Futebol (FMF), o Cruzeiro já poderia disputar edição de 2020.

No primeiro semestre de 2021 a equipe celeste poderia disputar o Módulo 2 do Mineiro, em caso de acesso no ano anterior. Isso significaria numa temporada com menos de 20 jogos oficiais, exatamente como acontece com os clubes do interior de Minas Gerais que não disputam competições nacionais. Em caso de novo acesso, o Cruzeiro estaria de volta à elite do futebol local em 2022, quando poderia brigar por vaga na Série D do Brasileirão para a temporada 2023.

Só então a Raposa iniciaria sua escalada nacional. Série D em 2023, Série C em 2024, Série B e 2025 e finalmente a Série A em 2026. Se por um lado o novo CNPJ faria o clube escapar de algumas dívidas atuais, o longo período longe dos grandes jogos afetaria diretamente o poder de arrecadação do clube. Só como exemplo, o orçamento cruzeirense para R$ 2020 prevê uma redução de R$ 220 milhões em comparação com 2019.

FMF ajudou o América há 12 anos

Uma ajuda da Federação Mineira de Futebol poderia fazer o Cruzeiro antecipar em duas temporadas o retorno à elite do futebol nacional. Algo semelhante com o que fez para o América, há 12 anos. O Coelho foi rebaixado no Mineiro, em 2007, e estava fora de qualquer divisão do futebol nacional. Foi então que a disputa da Taça Minas valeu vaga para a Série C do ano seguinte.

Mesmo na terceira colocação o América ficou com a vaga, já que o Tupi e o Ituiutaba (atual Boa Esporte) foram via Mineiro. O América não fez grande campanha na Série C de 2008, mas o suficiente para seguir na competição do ano seguinte, já que em 2009 a CBF criou a Série D. Com a manobra da FMF, o América “pulou” um ano na sua caminhada de volta à elite, que aconteceu em 2011.

Veja mais sobre futebol mineiro no Blog de Victor Martins

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter