Criticado, Galvão Bueno explica termo "vergonha mundial" após jogo suspenso

Galvão Bueno usou seu Twitter para se pronunciar após as críticas que recebeu por seu discurso na suspensão da partida entre Argentina e Brasil nas eliminatórias da Copa do Mundo. O jornalista se revoltou ao saber que quatro jogadores da seleção argentina não passaram pelo período de quarentena obrigatória para entrar no Brasil, e chamou a situação de "vergonha mundial".

Galvão foi criticado por afirmar que o governo brasileiro foi irresponsável em permitir a entrada de jogadores que podem trazer ameaças sanitárias ao país, em pleno crescimento da variante delta da Covid-19. O narrador esclareceu que apoiou a ação da Anvisa, e que culpa exclusivamente os jogadores e a seleção argentina.

Leia também:

"Volto ao assunto do cancelamento do jogo de ontem principalmente para explicar àqueles que possam não ter entendido bem o que eu quis dizer. Principalmente com a expressão 'vergonha'. Vergonha pelas imagens que foram mostradas, mas principalmente vergonha da atitude da seleção argentina de falsificar um documento. Já existe a prova da falsificação, inclusive o nome de quem fez a falsificação deste documento", explicou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos