Cristiano Ronaldo é detonado por Anistia Internacional por acordo com Al-Nassr

Cristiano Ronaldo causa polêmica com ida ao Al-Nassr - Reprodução, Instagram
Cristiano Ronaldo causa polêmica com ida ao Al-Nassr - Reprodução, Instagram

A contratação de Cristiano Ronaldo está dando o que falar. A Anistia Internacionou condenou a ida do atacante ao clube árabe e pediu um posicionamento do camisa 7.

A contratação de Cristiano Ronaldo movimentou o mercado da bola nos últimos dias de 2022. O jogador está de mudança com a família para a Arábia Saudita e terá um papel importante para promover o país para ser sede da Copa do Mundo de 2030. Porém, órgãos internacionais pedem para que o atleta adote uma outra postura.

A Anistia Internacional, organização não-governamental que defende os direitos humanos condenou a ida de Cristiano Ronaldo ao Al-Nassr.

Em um comunicado, o pesquisador da Anistia no Oriente Médio, Dana Ahmed, apontou que "a contratação se enquadra em um padrão mais amplo de lavagem esportiva na Arábia Saudita", além de ter dito que "é muito provável que as autoridades sauditas promovam a presença de Cristiano Ronaldo no país como uma forma de desviar a atenção do terrível histórico contra os direitos humanos".

Na continuação, Dana Ahmed pede para que Cristiano Ronaldo use de sua imagem para chamar atenção às questões de direitos humanos no país.

"A Arábia Saudita executa regularmente pessoas por supostos crimes. Em um único dia do ano passado, 81 pessoas foram executadas, muitas das quais foram julgadas em processos manifestamente injustos", disse o comunicado.

Como será a vida de Cristiano Ronaldo na Arábia?

Cristiano Ronaldo e a família viverão em Riad, segundo os jornais internacionais. A princípio, eles ficarão em um hotel de luxo na capital,...

Veja mais


Veja também

VINGANÇA na novela 'Travessia'! Ari entrega crime de Oto para Guerra. 'Foi ele! Eu sabia'
Sem programa na TV, Angélica pode voltar à Globo em 2023. Veja proposta que apresentadora recebeu!
Caso Klara Castanho: saiba por que conselho de enfermagem arquivou processo envolvendo a atriz