Criolo repassa carreira no Rock in Rio incluindo novo álbum e Mayra Andrade

RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 03-09-2022: Show do Criolo, no palco Sunset, durante o segundo dia do primeiro final de semana do festival Rock in Rio, no Parque Olímpido, na zona oeste do Rio de Janeiro. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL, 03-09-2022: Show do Criolo, no palco Sunset, durante o segundo dia do primeiro final de semana do festival Rock in Rio, no Parque Olímpido, na zona oeste do Rio de Janeiro. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Em noite dedicada ao rap no palco Sunset do Rock in Rio, o cantor e compositor Criolo deve repassar mais de uma década de carreira em apresentação neste sábado (3), a partir das 19h05.

O cantor terá a companhia da cabo-verdiana Mayra Andrade, com quem gravou a faixa "Ogum Ogum", do álbum "Sobre Viver", lançado em maio deste ano.

A parceria com o rapper é a mais recente de uma história de proximidade com a música brasileira: ela já dividiu o palco com nomes como Mariana Aydar, Mart'nália, Chico Buarque e Caetano Veloso.

Criolo --como é conhecido o paulistano Kleber Cavalcante Gomes, de 46 anos --despontou como um dos principais nomes do rap nacional em 2011, com o sucesso "Não Existe Amor em SP".

O último álbum -marcado por letras de denúncia e de desencanto com o Brasil de hoje -teve participações de Milton Nascimento, Liniker e Maria Vilani, sua mãe, com quem canta "Pequenina". A faixa é uma homenagem a Cleane, irmã de Criolo que morreu vítima de Covid-19.

Criolo se apresenta antes dos Racionais, uma das mais importantes referências do músico, que começou a compor os primeiros raps aos 11 anos.