Criolo lamenta morte da irmã mais nova por Covid-19

*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO - RJ- 22.04.2022 - Cobertura Carnaval Camarotes da Marques de Sapucai. Na foto, Criolo.  (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)
*ARQUIVO* RIO DE JANEIRO - RJ- 22.04.2022 - Cobertura Carnaval Camarotes da Marques de Sapucai. Na foto, Criolo. (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - No ano passado, o rapper Criolo perdeu a irmã mais nova, Cleane Gomes, de 38 anos, vítima da Covid-19. "Acabou com a gente. Arrasou minha família. Todo mundo trancado, aquele bagulho. Pensei que eu ia dar força para minha mãe, mas foi ela que deu força pra mim. Toda hora eu tenho que agradecer de joelhos às pessoas na minha vida", o rapper disse, em entrevista à treportagem.

Criolo lança nesta quinta (5) o quinto disco de sua carreira, "Sobre Viver". Feito durante a pandemia, o álbum tem uma música em homenagem à irmão do artista e também à sua mãe, Dona Vilani -que, inclusive, canta na faixa. A música "Pequenina" também tem participações do funkeiro MC Hariel e da cantora Liniker.

"Cuidar da minha irmã/ Agora só em prece/ Ela não está mais aqui/ É que esse mundo não te merece", Criolo canta em um dos versos da canção.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos