Kylie Jenner investe em cosmético infantil, mas crianças estão liberadas para skincare?

·4 minuto de leitura
Maquiagem em criança tá liberado? (Foto: Getty Images)
Maquiagem em criança tá liberado? (Foto: Getty Images)

Por Bárbara Canever

Com a febre dos produtos de maquiagem e skincare para as mulheres adultas, chegou a hora de se preocupar com as pequenas. Em busca de expandir o público, as marcas de cosméticos e dermocosméticos investem em produtos para crianças com fórmulas mais leves, dermatológicas e clinicamente testadas. Algumas, inclusive, hipoalergênicas, livres de fragrância e testes em animais.

A prova do tamanho dessa indústria é que depois do sucesso de sua linha de maquiagens, Kylie Jenner está mirando em uma coleção de produtos para bebês. De acordo com o "TMZ", a caçula das Kardashians registrou recentemente a patente da marca Kylie Baby, de produtos para bebês. Aqui no Brasil, marcas como a Kiss New York e esmaltes Impala passaram a produzir linhas com esse foco. Já a View Cosméticos e Estrela Beauty foram criadas sendo 100% direcionadas para as pequenas. 

Leia também

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Realmente precisam de cuidados?

Assim como a pele do adulto, as crianças também precisam de atenção, e iniciar alguns cuidados desde cedo é importante para uma pele saudável a longo prazo. "A hidratação, proteção solar e o cuidado no banho é essencial", afirma a dermatologista Ana Paula Giovannetti, do Vera Cruz Hospital.

Neste caso, o cuidado com a escolha do produto crucial. "Tudo depende como é a pele da criança. Entre elas [crianças] a pele difere, algumas possuem a tendência de serem atópicas, então para essas, esse cuidado vai ser sempre maior", comenta a médica. 

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Quando começar?

Segundo Ana Paula, o discernimento para saber quando iniciar os cuidados é essencial. "Normalmente a gente indica o uso do protetor solar a partir dos seis meses. Quanto a hidratação e esses cuidados básicos, existem produtos próprios, inclusive para bebês muito pequenos, então você já pode ir introduzindo, mas tudo é uma questão de bom senso. Não precisa fazer isso em uma criança de três meses, porque ela ainda está em uma fase restrita. De modo geral, a partir dos seis meses é o período ideal".

Maquiagem, skincare e esmalte

Mesmo com o foco nas crianças, o uso dos cosméticos e dermocosméticos pede cautela. "A ANVISA tem regras mais rigorosas para liberar esses produtos para crianças, então se possível, sempre utilizar esses [produtos]. No entanto, mesmo sendo feito totalmente para elas, isso não elimina o risco de ter irritações ou alergias. Nesta fase, a pele é imatura e quanto maior a exposição da criança, maior o risco de ter reações", avisa Vanessa Mouawad, pediatra neonatologista da Maternidade Pro Matre, Hospital Albert Einstein e Hospital São Luiz.

A médica Ana Paula ressalta o papel dos pais nessa tarefa. "Hoje em dia é difícil controlar e proibir determinadas coisas, mas precisamos ter jogo de cintura. As meninas estão sempre em contato com isso, com a maquiagem, vê a mãe usando e tudo mais, elas vão querer. Vale também de os pais estarem orientando, para que a criança não use os produtos todos os momentos, apenas em determinadas situações."

Pensando mais especificamente em esmaltes, a especialista orienta: "Independente se a criança usa [o produto] de adulto ou de criança, é importante que seja hipoalergênico. Falo porque atendo muito criança atópica (inflamação na pele), e se essa criança começa a usar esse tipo de produto, maquiagem, perfume desde muito pequena, ela vai sensibilizando. Desta forma, pode ser que mais para frente ela crie uma reação alérgica há algum tipo desses produtos, o que vai ser mais chato, porque quando crescer e chegar a idade ideal, ela não vai poder usar". 

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Aceleração da puberdade

A ideia desses produtos, além da limpeza ou coloração, é que as crianças tenham seu momento de autocuidado. No entanto, isso também nos leva a questionar até onde estamos adultizando as meninas, visto que os produtos de embelezamento são feitos para as adultas.

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, descobriu que a exposição a componentes químicos de maquiagens, xampus e outros produtos de cuidado pessoal podem estar antecipando a puberdade na faixa dos 9 anos de idade. Nos meninos, entretanto, não foram detectadas mudanças no tempo da puberdade.

"Existem várias substâncias que são conhecidas como xenobióticos (compostos químicos estranhos ao organismo, produzido pela indústria ou pela natureza), no caso dos cosméticos, existem várias substâncias que são consideradas xenobióticos, e estão presentes em vários produtos a base de parabenos, óleo mineral, formol, propilenoglicol, entre outros. O ideal é que as crianças não fiquem usando esses cosméticos, principalmente cosméticos feito para adultos", comenta Vanessa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos