Críticas destacam que drama envolvendo o núcleo humano destoa em Godzilla vs. Kong

·1 minuto de leitura

Após arrecadar, em sua estreia global, US$ 121.8 milhões mundialmente, alcançando a melhor bilheteria de um filme em um ano, Godzilla vs. Kong chega ao HBO Max e cinemas dos Estados Unidos nesta quarta-feira (31). As primeiras reações dos críticos ao filme são positivas e segundo o Screen Rant, destacam três pontos: as batalhas entre os monstros, a direção de Adam Wingard, confirmado como o responsável pelo novo filme de Thundercats e, negativamente, o drama que envolve o núcleo humano do longa.

Godzilla vs. Kong: Tudo sobre o filme dos titãs do Monsterverse


Godzilla vs. Kong segue as versões mais recentes dos monstros agora em rota de colisão, quando a humanidade busca a ajuda do gorila gigante para combater o Rei dos Monstros, que está agindo de maneira misteriosa e agressiva. O filme de Adam Wingard conta com Alexander Skarsgard, Rebecca Hall, Millie Bobby Brown, Eiza González, Kyle Chandler e Brian Tyree Henry. No Brasil, sua estreia está prevista para 29 de abril.