Covid-19: São Paulo decreta luto permanente até o fim da pandemia

Luto permanente será decretado no estado de São Paulo até o fim da pandemia. (Foto: Fabio Vieira/FotoRua/NurPhoto via Getty Images)

O estado de São Paulo irá decretar, a partir de quinta-feira (7), luto permanente devido aos mortos pelo novo coronavírus, que já superam 3 mil vítimas. A medida, anunciada nesta quarta (6) pelo governador João Doria (PSDB), será publicada no Diário Oficial do Estado e vai vigorar até o fim da pandemia da Covid-19.

“Lamentavelmente ultrapassamos 3 mil mortos pela Covid-19. Esse foi o maior volume da história de São Paulo de mortos devido a uma circunstância. Em menos de 60 dias, foram mais de 3 mil vidas perdidas. Em respeito às famílias, amanhã (quinta) o Diário Oficial do Estado virá com decreto de luto oficial, perdurando enquanto a crise e pandemia perdurarem”, afirmou Doria, na coletiva do Palácio dos Bandeirantes.

Leia também

O tucano abriu seu pronunciamento destacando que o Brasil corre o risco de se tornar o epicentro da doença no mundo, e que São Paulo e a região metropolitana da capital é atualmente o epicentro no país. Ao todo, o estado de São Paulo contabiliza 37.853 casos confirmados do novo coronavírus, e 3.045 óbitos em decorrência da doença.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Somente entre terça e quarta, São Paulo registrou 197 novas mortes, um acréscimo de 7%, segundo o secretário de Saúde do Estado, José Henrique Germann. “Esse (acréscimo no número de mortes) é o motivo do decreto que será publicado amanhã”, complementou o secretário.

LUTO NA CAPITAL

A capital paulista já havia decidido pelo luto de 3 dias, em decreto publicado pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) no dia 25 de abril.

“Considerando a grande tristeza de que a Cidade de São Paulo é tomada, com as mil mortes ocorridas até o momento em decorrência do coronavírus, a desolação que se abate sobre cada uma das famílias enlutadas, da qual compartilha, sensibilizado, todo o povo paulistano, fica declarado luto oficial no município de São Paulo, por 3 dias, a partir desta data, como expressão de profundo pesar pelos falecimentos ocorridos”, afirmou o prefeito, na ocasião.