Covid-19: Brasil tem 1.111 novas mortes e recorde na média móvel de óbitos

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - MARCH 12: Cemetery workers bury a victim of coronavirus (COVID-19) as family members attend the funeral at Vila Formosa Cemetery on March 12, 2021 in Sao Paulo, Brazil. Vila Formosa, the biggest graveyard in Latin America, has seen its activity grow in the last weeks due to the surge of deaths related to coronavirus. Burials and cremations in the capital of Sao Paulo grew 11% in the first week of March compared to February. The increase means that there is already a lack of raw material for the manufacture of coffins and recently, hearse jams and queues have been recorded at the cemetery. (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)
(Foto: Reuters)

O Brasil registrou 1.111 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas e totalizou (14) 278.327 óbitos neste domingo. Assim, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias chegou a 1.832, um recorde. Comparando com a média de 14 dias, a variação foi de mais 50%, indicando uma clara tendência de alta nos óbitos.

O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Leia também:

Já são 53 dias seguidos com a média móvel de mortes acima de 1 mil, 17 dias acima de 1,1 mil, e pelo décimo quinto dia a marca aparece acima de 1,2 mil. Foram 16 recordes seguidos de 27 de fevereiro até aqui.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia quase 11,5 milhões de brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 43.781 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 66.353 novos diagnósticos diários. Isso representa 18% a mais de casos em relação aos registrados em duas semanas, o que indica tendência de alta também nos diagnósticos.