Corpo de motorista de aplicativo é achado em Rio das Pedras; caso vai para a DH

Policiais da Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA) da Polícia Civil encontraram o corpo do motorista de aplicativo Lucas Mendes, de 26 anos, nesta quinta-feira. Ele estava desaparecido desde o último dia 18. Segundo os investigadores, o reconhecimento do rapaz ocorreu por meio das tatuagens que tinha. O corpo havia sido enterrado num terreno na favela Rio das Pedras, no Itanhangá, Zona Oeste do Rio. O caso foi transferido para a Delegacia de Homicídios da Capital (DHC).

Segundo a titular da DDPA, Elen Souto, Lucas foi encontrado na parte da manhã, depois de receber a informação de que o corpo dele estava enterrado num terreno, numa área de mata da favela de Rio das Pedras.

— As investigações estão caminhando. Ele foi com um amigo comprar ouro, entrou no carro de uma pessoa e sumiu. Recebemos a informação de que o corpo estava enterrado num terreno em Rio das Pedras. Partimos para lá e a família reconheceu as tatuagens — explicou a delegada.

Lucas havia saído de casa em Irajá, na Zona Norte do Rio, com um amigo identificado apenas como Gabriel. Segundo a polícia, esse amigo contou à família que eles foram à Tijuquinha, no Itanhangá, na Zona Oeste, comprar ouro para revender. A polícia cavou no local exato onde se encontrava o corpo de Lucas. Com muito cuidado, os agentes da Polícia Civil retiraram o mato e a terra, percebendo as costas da vítima com uma imensa tatuagem estampada. A família do motorista de aplicativo o reconheceu de imediato.

De acordo com as investigações da DDPA, a família informou que o último contato do rapaz aconteceu por volta das 18h10 do dia 18 deste mês. O celular foi desligado na Rua da Chácara, na Tijuquinha, depois de ele ter mandado uma mensagem para o amigo dizendo: "Deu ruim".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos