Coronavírus: Golpe promete kit de testes rápidos promocional, mas produto não é entregue

Golpe promete kit de testes rápidos para Covid-19 - Foto: Reprodução

A pandemia do novo coronavírus tem se mostrado uma oportunidade para golpistas aperfeiçoarem suas práticas. Testes rápidos para a detecção de Covid-19, supostamente feitos em casa e por um preço abaixo do mercado. Isso é o que prometem anúncios de kits disponibilizados no Mercado Livre, site que possibilita que pessoas físicas vendam produtos. A denúncia é do Portal UOL.

Nos comentários do anúncio é possível constatar a fraude. Pessoas que compraram o kit afirmam que o produto, cuja venda online é vetada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), nunca chegou até suas respectivas residências. A agência também proíbe que o teste seja realizado pelo paciente em casa sem supervisão de profissional de saúde.

Leia também

De acordo com o UOL, no final da semana passada, ao menos dois anúncios do tipo estavam no ar na plataforma. Segundo o Mercado Livre, já foram tirados do ar mais de 120 vendedores com ofertas similares e 58 mil propagandas enganosas de produtos que “garantiam previnir, aliviar ou curar o coronavírus”

Um dos vendedores excluídos oferecia um conjunto, vindo da China, com 20 unidades do teste rápido de Coronavírus por R$ 199,00, preço aproximado de um teste individual vendido nas farmácias. Outro vendedor cobrava R$ 209,90 pelo mesmo kit de 20 unidades.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Muitos usuários do site, na área de comentários, alertavam para a fraude. "Não comprem! Ele diz que ocorreu um problema na etiqueta, portanto, deve realizar o pagamento através de link que ele envia. Isso é fraude! Deve ser banido", declarou uma usuária identificada como Walena.

Outro usuário estranhou o pagamento realizado fora da plataforma do Mercado Livre. "[O vendedor] falou que teve um erro no sistema, cancelou a minha compra e enviou um link para eu pagar fora do Mercado Livre. Cara de golpe!", informou outro possível comprador identificado como Guilherme.

Em resposta à solicitação feito pelo UOL, o mercado Livre diz que impede a comercialização de produtos irregulares, "caso também dos testes rápidos para a Covid-19".

"Trabalhamos na remoção do site de publicações de produtos que garantam prevenir, aliviar ou curar o coronavírus, uma vez que são contrários aos nossos Termos e Condições, divulgando informações enganosas não endossadas pela Organização Mundial da Saúde", diz a empresa.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.