Coronavírus: pesquisadores em Minas Gerais desenvolvem técnica que aumenta em 40 vezes realização de testes

Menina faz teste rápido na Índia, que tem mais de 1 bilhão de habitantes (Foto: Getty Images)

Pesquisadores da Fundação Hemominas, em Belo Horizonte, desenvolveram um método para acelerar a realização de testes para o novo coronavírus. A expectativa é que a entrega dos resultados aumente em 40 vezes.

Menos de 500 mil testes de para a Covid-19 foram realizados no Brasil até o momento, um número muito baixo se formos pensar que o Brasil tem 200 milhões de habitantes.

Leia também:

O estudo também pretende reduzir a subnotificação, um dos muitos problemas da pandemia. Apenas em Minas Gerais o número de casos suspeitos ultrapassou os 100 mil pela primeira vez.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

O estado já tem 3.320 diagnósticos confirmados, além de 121 mortes decorrentes da doença. Outros 132 óbitos estão sendo investigados

De acordo com Fernando Basques, um dos coordenadores do estudo, a metodologia consiste em unir várias amostras em uma só.

A pesquisa deverá ser publicada em revistas científicas, Para que esse trabalho seja implementado, bastaria receber o aval do governo de Minas Gerais, segundo o médico.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.