Com pandemia de coronavírus, Câmara quer mexer nos preços de álcool gel e máscaras

Medidas para regular exportação e preços de itens do kit de EPI já foram tomadas em países da Europa. (Foto: Olivier Morin / AFP)

No mesmo dia em que a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou a pandemia mundial do novo coronavírus, deputados federais aprovaram um pedido para que o Ministério da Saúde passe a tabelar os preços de itens como álcool em gel e máscaras de proteção.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

O requerimento foi aprovado por unanimidade, na manhã desta quarta-feira (11), em reunião da Comissão Externa do Coronavírus, responsável por acompanhar as ações governamentais de combate à doença Covid-19, na Câmara dos Deputados.

Leia também

Além do tabelamento e regulação dos preços, os parlamentares também solicitaram que a pasta, comandada pelo ministro Luiz Henrique Mandetta, deixe de exportar itens que compõem o kit de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), utilizados na prevenção e tratamento do coronavírus.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Autor dos dois pedidos, o deputado federal Luiz Antonio Teixeira Júnior (PP-RJ) alertou para o dificuldade de se encontrar esses produtos no mercado e também para o aumento se preço dos materiais.

Segundo ele, o preço da caixa de máscaras, por exemplo, teria subido de 90 centavos para R$ 11, segundo informação dada pelo presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Antônio Barra, em audiência na Comissão na semana passada.

“A chance de agravamento da situação tem que ser considerada. Foi o que aconteceu na Itália. Só ontem foram registrados 168 óbitos pela doença. A situação vai se mostrando cada vez mais grave, e o Brasil tomar medidas urgentes. Essas são básicas”, afirmou o parlamentar.

Ao todo, 118 mil pessoas já contraíram o coronavírus ao redor do mundo, e mais de 4.300 mortes foram registradas — a maioria na China e na Itália, os dois principais epicentros da Covid-19 no mundo.

No Brasil, 37 casos foram registrados até o momento. É esperado um novo boletim do Ministério da Saúde no início dessa tarde. Já há casos confirmados de transmissão interna, mas nenhuma vítima fatal foi notificada pelas autoridades de saúde.

MEDIDAS SIMILARES NA EUROPA

As medidas aprovadas já foram tomadas no exterior. A Alemanha proibiu a exportação de material médico de proteção, especialmente as máscaras, enquanto a França já determinou o tabelamento dos preços dos mesmos itens. Até o momento, a Alemanha registrou 1.296 contágios e duas mortes. Já a França tinha 1.412 casos confirmados de Covid-19, além de 25 mortes decorrentes do novo coronavírus.

Uma vez aprovadas, as sugestões parlamentares são encaminhadas ao Ministério da Saúde, que não tem um prazo determinado de trâmite para decidir se acatarão ou não. O Yahoo Notícias entrou em contato com a assessoria de imprensa do Ministério de Saúde solicitando um posicionamento.