Idosos acompanham enterro de filha vítima de coronavírus a 20 metros de distância

Foto: AP Photo/Edmar Barros

A técnica de laboratório Adelita Ribeiro, de 38 anos, foi a terceira vítima fatal do novo coronavírus em Goiás. Ela morreu no último sábado (4) e não teve sequer velório. Os pais da profissional de saúde, com idade acima de 65 anos, tiveram que se despedir da filha a 20 metros de distância.

Ao portal UOL, a família informou que Adelita não tinha doenças crônicas, portanto não integrava o grupo de risco para Covid-19. Ela deu entrada no Hospital do Coração, em Goiânia, no dia 30 de março. Internada na UTI, técnica de laboratório recebeu diagnóstico positivo para coronavírus na última sexta-feira.

Leia também

"Foi tudo muito doloroso. Ninguém pôde vê-la, na verdade. A própria funerária estava preocupada com o procedimento. O pessoal já levou o caixão para o hospital, colocou ela dentro do jeito que estava lá mesmo, lacrou e levou para Goianápolis. Chegando lá, não passou de 20 minutos tudo. A cova já estava aberta esperando", contou Maria Cláudia de Miranda Silva, prima de Adelita.

As outras duas mortes confirmadas por Covid-19 em Goiás são de um homem de 87 anos, morador de Goiânia, e uma mulher de 66 anos, que morava em Luziânia.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

O governador Ronaldo Caiado prorrogou a quarentena até 19 de abril. As aulas em escolas, faculdades e universidades das redes pública e privada estão suspensas até o dia 30.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.