Coronavírus: Governo do RN quer liberar presos do semiaberto

Penitenciária de Alcaçuz, no RN

Para evitar a disseminação do coronavírus na população carcerária, o governo do Rio Grande do Norte quer liberar os presos do regime semiaberto (trabalham fora e retornam à noite à unidade) por 30 dias. 

A Secretaria de Administração Penitenciária pediu ao Tribunal de Justiça do estado  que os detentos deixem ser recolhidos por um mês. Na justificativa, o secretário Pedro Florêncio Filho alega “diminuição de contágio do coronavírus no ambiente carcerário, resguardando a saúde dos servidores e dos detentos”.

Leia também:

À revista Época, o procurador-geral da Justiça do Rio Grande do Norte, Eudo Rodrigues Leite, declarou que discorda da medida. E defende um isolamento no próprio semiaberto. 

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Coronavírus no Brasil

As secretarias estaduais de saúde divulgaram nesta terça-feira que são 301 os casos confirmados do novo coronavírus no Brasil.

O último balanço do Ministério da Saúde, divulgado na tarde de segunda-feira (16), contabilizava 234 casos.

Além dos casos confirmados, o Ministério da Saúde contabilizava 2.064 casos suspeitos, 1.624 casos descartados e 18 pessoas hospitalizadas (7% do total).

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, afirmou que a pasta continuará a fazer testes com pessoas em estado grave. A OMS recomendou que os países apliquem testes em massa para descobrir quem está infectado e isolar esses pacientes.

O governo federal disse que comprou 30 mil testes nos laboratórios públicos e que que o objetivo dessa medida é economizar testes para as pessoas em piores condições da doença.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.