Coronavírus: Brasil tem 4.543 mortes e 66.501 casos confirmados, diz Ministério da Saúde

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Navy soldiers carry out a disinfection operation against the novel coronavirus COVID-19 at Tom Jobim Galeao International Airport in Rio de Janeiro, Brazil, on April 24, 2020. The objective of the training, carried out by military personnel from the Instruction Center Admiral Sylvio de Camargo and from the MB NBQR Defense Center, is to qualify personnel to assist in the containment of the Covid-19 pandemic that affects the country. In addition to ensuring the safety of the population traveling through the site, the action will be an opportunity for the cleaning team to put into practice the instructions received. (Photo by Fabio Teixeira/NurPhoto via Getty Images)
Nas últimas 24h, foram registradas 338 novas mortes em decorrência da Covid-19.(Foto: Fabio Teixeira/NurPhoto via Getty Images)

O Ministério da Saúde atualizou para 4.543 o número de mortes em decorrência do novo coronavírus no Brasil nesta segunda-feira (27). Ao todo, também foram confirmados 66.501 casos da Covid-19 no país. A taxa de letalidade do vírus subiu para de 6,8%.

Foram registradas 338 novas mortes nas últimas 24 horas, além de 4.613 casos novos. No balanço divulgado no domingo (26), o país contabilizava 4.205 mortes e 61.888 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Leia também

O ministério - agora comandado por Nelson Teich -, porém, tem informado que o número real de casos tende a ser maior, já que são testados apenas os casos graves, de pacientes internados em hospitais, e há casos represados à espera de confirmação.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

O Brasil confirmou o primeiro caso de Covid-19 em 26 de fevereiro. Um homem de 61 anos de São Paulo contraiu o coronavírus em viagem à Itália, que tem alta taxa de casos da doença.

A primeira morte foi confirmada 20 dias depois, em 17 de março. O paciente era um homem de 62 anos que tinha diabetes e hipertensão. Ele estava internado na UTI do Hospital Sancta Maggiore Paraíso desde o dia 14 e morreu no dia 16. Ele não tinha histórico de viagem para o exterior.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.