'Coringa' lidera lista de indicados ao Oscar com pouca diversidade

Por Javier TOVAR
1 / 4
O Oscar será entregue em Hollywood no dia 9 de fevereiro

"Coringa" lidera com 11 o número de indicações ao Oscar anunciadas nesta segunda-feira (13) em Los Angeles pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, que também indicou na categoria melhor documentário "Democracia em vertigem", da brasileira Petra Costa.

A relação de concorrentes ao principal prêmio do cinema americano foi criticado pela baixa diversidade, por ter poucos atores negros e excluir as mulheres diretoras de filmes.

A Academia de Cinema dos Estados Unidos observou que um número recorde de mulheres foi indicado para esta edição (62), mas mais uma vez a categoria de direção se tornou um clube de cavalheiros.

"Parabéns a esses homens", disse a atriz e diretora Issa Rae anunciando os indicados.

A entrega do Oscar será no dia 9 de fevereiro, numa cerimônia que não contará com apresentador fixo pelo segundo ano seguido.

- Pouca diversidade -

Greta Gerwig, diretora de "Adoráveis Mulheres", que concorre ao Oscar de melhor filme, ficou de fora da lista de realizadores, como já havia acontecido no Globo de Ouro, no Bafta - prêmio britânico -, na premiação da União de Diretores dos Estados Unidos (DGA).

"Estou feliz por todas estarem incomodadas", disse à Variety Florence Pugh, indicada ao prêmio de melhor atriz coadjuvante por "Adoráveis Mulheres", um "filme sobre mulheres que vivem no mundo dos homens".

"Como Greta disse antes, foi um ótimo ano para mulheres criadoras e espero que isso abra um debate mais amplo", acrescentou a a atriz.

- "Maestria e arte" -

"Dois Papas", o filme de Fernando Meirelles para a Netflix, foi indicado para melhor ator (Jonathan Pryce), melhor ator coadjuvante (Anthony Hoptkins) e melhor roteiro adaptado.

O filme de gângster "O irlandês", de Martin Scorsese, o filme de guerra "1917" e "Era uma vez ... em Hollywood", a ode de Quentin Tarantino à meca do cinema, se seguem a "Coringa", com 10 indicações cada um.

Além de Joaquim Phoenix, considerado o favorito, o espanhol Antonio Banderas foi indicado ao prêmio de melhor ator por "Dor e Glória", junto com Leonardo DiCaprio ("Era uma vez em Hollywood"), Adam Driver ("História de um casamento") e Jonathan Pryce ("Dois papas").

Nas categorias de atuação, todos os indicados são brancos, com exceção de Cynthia Erivo, indicada como melhor atriz por "Harriet".

Saoirse Ronan ("Adoráveis Mulheres"), Scarlett Johansson ("História de um Casamento"), Charlize Theron ("O Escândalo") e a favorita Rene Zellweger ("Judy") completam a categoria.

Intérpretes como Lupita Nyong'o, Awkwafina e Jennifer López ficaram de fora da lista, assim como Eddie Murphy.

Um membro da Academia Americana havia antecipado à AFP que este ano seria "muito controverso" porque "muitos diretores do sexo masculino" seriam nomeados.

"Infelizmente, existem apenas cinco indicados" para melhor diretor em um "ano incrivelmente forte", disse, citando nomes como Scorsese, Tarantino e Sam Mendes ("1917"), nomeados ao lado de Todd Phillips ("Coringa") e do sul-coreano Bong Joon-ho ("Parasitas").

"Dor e glória", do espanhol Pedro Almodóvar, é indicado para melhor filme internacional - anteriormente conhecido como "filme estrangeiro" ou "língua estrangeira" -, categoria na qual ele competirá com o aclamado filme Bong, que também concorre a melhor filme.

Na categoria mais importante estão "1917", "Ford x Ferrari", "O irlandês", "Jojo Rabbit", "Adoráveis mulheres", "Uma história de casamento" "Era uma vez... em Hollywood" e "Parasitas".

Nenhum filme em idioma não inglês recebeu o Oscar mais importante. "Roma", do mexicano Alfonso Cuarón, também foi indicado nas duas categorias e acabou levando apenas o de filme estrangeiro.

"Tentamos abordá-lo com maestria e arte, e não paramos até estarmos satisfeitos com o desafio", disse Bong à Variety depois que suas indicações foram conhecidas.

- "Uma homenagem à indústria" -

"Este filme é, em muitos sentidos, uma homenagem a todos aqueles que fizeram parte desta indústria. O cinema é, e segue sendo, uma poderosa forma de livre expressão artística", declarou DiCaprio, ao falar sobre "Era uma vez... em Hollywood", dirigido por Tarantino.

A Netflix liderou pela primeira vez as indicações como estúdio, 24, uma a mais que a Disney e a Fox (ambos com 23).

O documentário "Democracia em vertigem", da brasileira Petra Costa, disputa a premiação com "American Factory", produzido pela produtora do ex-presidente americano Barack Obama.

"É o tipo de história que não vemos com frequência suficiente", escreveu o ex-presidente no Twitter.

Petra Costa comemorou a nomeação de sua produção destacando que ela surge num momento em que "a extrema direita está se espalhando como uma epidemia".

A votação para a escolha dos indicados ao Oscar, da qual participam os mais de 9.000 membros da Academia, terminou na última terça-feira, dois dias após o Globo de Ouro, que abriu a temporada de premiação em Hollywood.

A votação que determinará os vencedores, na qual os membros votam em todas as categorias, começa em 30 de janeiro e termina cinco dias depois.

Melhor filme:

"1917"

"Ford x Ferrari"

"O irlandês"

"Jojo Rabbit"

"Coringa"

"Adoráveis mulheres"

"Uma história de casamento"

"Era uma vez... em Hollywood"

"Parasita"

Melhor diretor:

Martin Scorsese

Tood Philips

Sam Mendes

Quentin Tarantino

Bong Jon Hoo

Melhor ator:

Antonio Banderas, "Dolor y gloria"

Leonardo DiCaprio, "Era uma vez... em Hollywood"

Adam Driver, "Uma história de Casamento"

Joaquin Phoenix, "Coriga"

Jonathan Pryce, "Dois Papas"

Melhor atriz:

Cynthia Erivo, "Harriet"

Scarlett Johansson, "História de un matrimonio"

Saoirse Ronan, "Adoráveis mulheres"

Charlize Theron, "O escândalo"

Rene Zellweger, "Judy"

Melhor ator coadjuvante:

Tom Hanks, "Um belo dia na vizinhança"

Al Pacino, "O irlandês"

Joe Pesci, "O irlandês"

Brad Pitt, "Era uma vez... em Hollywood"

Anthony Hopkins, "Dois Papas"

Melhor atriz coadjuvante:

Kathy Bates, "O caso Richard Jewell"

Laura Dern, "História de um casamenot"

Scarlett Johansson, "Jojo Rabbit"

Florence Pugh, "Adoráveis mulheres"

Margot Robbie, "O escândalo"

Melhor animação:

"Como Treinar Seu Dragão 3"

"I Lost My Body"

"Klaus"

"O Link Perdido"

"Toy Story 4"

Melhor roteiro original: "Entre Facas e Segredos"

"História de um casamento"

"1917"

"Era Uma Vez... em Hollywood"

"Parasita"

Melhor roteiro adaptado:

"O Irlandês"

"Jojo Rabbit"

"Coringa" "Adoráveis Mulheres"

"Dois Papas"

Melhor figurino:

"O Irlandês"

"Jojo Rabbit"

"Coringa"

"Adoráveis Mulheres"

"Era Uma Vez... em Hollywood

Melhor edição de som:

"Ford vs Ferrari"

"Coringa"

"1917"

"Era Uma Vez... em Hollywood"

"Star Wars: A Ascensão Skywalker"

Melhor mixagem de som:

"Ad Astra"

"Ford x Ferrari"

"Coringa"

"1917"

"Era Uma Vez... em Hollywood

Melhor filme estrangeiro:

"Corpus Christi" (Polônia)

"Honeyland" (Macedônia do Norte)

"Les Miserables" (França)

"Dolor y Gloria" (Espanha)

"Parasita" (Coreia do Sul)

Melhor animação curta:

"Dcera"

"Hair Love"

"Kitbull"

"Memorable"

"Sister"

Melhor curta-metragem:

"Brotherhood"

"Nefta Footbal Club"

"A Sister"

"The Neighbor's Wind"

Melhor documentário:

"Indústria Americana"

"Democracia em Vertigem"

"The Cave"

"Honeyland"

“For Sama”

Melhor documentário curta:

"In the Absence"

"Learning to Skateborad in a War Zone"

"Life Overtakes Me"

Melhor trilha sonora:

"Coringa" - Hildur Guonadottir

"Adoráveis mulheres" - Alexandre Desplat

"Uma história de casamento" - Randy Newman

"1917" - Thomas Newman

"Star Wars: a ascensão Skywalker" - John Williams

Melhor canção:

"I Can't Let You Throw Yourself Away", de "Toy Story 4"

"(I'm Gonna) Love Me Again", de "Rocketman"

"I'm Standing With You", de "Breakthrough"

"Into The Unknown", de "Frozen II"

"Stand Up", de "Harriet"

Melhor fotografia: "O Irlandês"

"Coringa"

"O Farol"

"1917"

"Era Uma Vez ... em Hollywood"

Melhor montagem:

"Ford x Ferrari"

"O Irlandês"

"Jojo Rabbit"

"Coringa"

"Parasita"

Melhor direção de arte:

"O Irlandês"

"Jojo Rabbit"

"1917"

"Parasita"

"Era Uma Vez... em Hollywood"

Melhor maquiagem:

"O Escândalo"

"Coringa"

"Judy"

"Malévola"

"1917"

Melhores efeitos visuais:

"Vingadores: Ultimato"

"O Irlandês"

"O Rei Leão"

"1917"

"Star Wars: A Ascensão Skywalker"

Filmes com mais de 5 indicações:

"Coringa" - 11

"O irlandês" - 10

"1917" - 10

"Era uma vez... em Hollywood" - 10

"Jojo Rabbit" - 6

"Adoráveis mulheres" - 6

"Uma história de casamento" - 6

"Parasita" - 6