Copa do Mundo 2022: evento no Catar encara polêmicas mesmo antes da estreia. Entenda!

Divulgação, CBF (Lucas Figueiredo)
Divulgação, CBF (Lucas Figueiredo)

A Copa do Mundo 2022 só começará no dia 20 de novembro (veja algumas curiosidades sobre a competição e do hotel da Seleção). Porém, desde a escolha do Catar como país sede, em 2010, uma série de polêmicas tomou conta do mundo do futebol. Acusações de fraude nos votos, exploração de trabalho migrante e opressão membros da comunidade LGBTQIA+ são algumas das questões envolvendo o país.

+ Camisas da Seleção dividem opiniões na web.

Veja algumas polêmicas sobre a Copa do Mundo 2022:

Catar foi acusado de comprar votação

Desde a escolha como país sede da Copa do Mundo 2022, o Catar foi acusado de ter comprado votos para ganhar a eleição. Na ocasião, eles bateram, por 14 a 8, a disputa contra os Estados Unidos na rodada final. Segundo o Departamento de Justiça dos EUA, houve pagamento a oficiais da Fifa em troca de votos. O ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, teria sido um deles.

+ Confira o significado e curiosidades sobre o mascote da Copa do Mundo.

O jornal britânico The Sunday Times publicou que o Catar pagou US$ 880 milhões (R$ 3,4 bilhões, na época) para ser o país sede da Copa do Mundo.

+ Confira itens de moda e beleza para torcer pelo Brasil.

Governo é acusado de explorar trabalhadores da Copa do Mundo

Para a Copa do Mundo 2022, o governo do Catar construiu uma cidade do...

Veja mais


Veja também

Michelle Bolsonaro é massacrada por fãs de Gloria Perez: 'Deixa de fingimento'. Entenda a polêmica!
Paula Fernandes se pronuncia sobre exigência esdrúxula em camarim. Entenda a polêmica!
'Besouro Azul', filme com Bruna Marquezine e Xolo Maridueña, pode ser cancelado? Entenda a polêmica!