'Convite Maldito' lidera bilheteria nos EUA em fim de semana fraco

Por Rebecca Rubin

LOS ANGELES (Variety.com) - Se três novos filmes estrearem nos cinemas, mas ninguém for vê-los...

Foi assim que o thriller de horror da Sony, "Convite Maldito", conseguiu chegar ao topo das bilheterias com insignificantes 7 milhões de dólares. É o primeiro lugar mais baixo desde maio de 2021, quando a Covid-19 mantinha as pessoas em casa.

Agora, não é a pandemia que impede o público de ir aos cinemas, mas sim a falta de opções atraentes. No geral, a bilheteria doméstica gerou apenas 54 milhões de dólares no fim de semana, o pior resultado em meses.

E os maus momentos devem continuar pelo menos até o final de setembro ou início de outubro, quando "Não Se Preocupe Querida" (23 de setembro), "Halloween Ends" (14 de outubro) e a adaptação de quadrinhos "Adão Negro" (21 de outubro) estreiam nos cinemas. É um final decepcionante para um verão (no Hemisfério Norte) forte no cinema, com muitos sucessos de bilheteria, incluindo "Top Gun: Maverick", "Minions 2: A Origem de Gru", "Thor: Amor e Trovão" e "Elvis".

No fim de semana, dois outros filmes – a fantasia sombria do diretor George Miller "Era uma vez um Gênio" e o drama de assalto estrelado por John Boyega "Breaking" – também estrearam nos cinemas com resultados medianos.

"Convite Maldito" custou 10 milhões de dólares para ser produzido, então não será preciso muito mais dinheiro para gerar lucro. Dirigida por Jessica M. Thompson, a história segue Evie (Nathalie Emmanuel, de "Game of Thrones"), que é convidada para a casa de sua família perdida no interior da Inglaterra, onde ela descobre segredos sinistros.

Sem a concorrência de recém-chegados, os remanescentes "Trem-Bala", "Top Gun: Maverick", "Dragon Ball Super: Super Hero" e "A Fera" completaram os cinco primeiros lugares nas bilheterias domésticas.