A conversa com o crush não vai pra frente? Veja 9 dicas para engatar o papo

·7 minuto de leitura
Intertwined hands with phones. Couple in love holding phones in hand vector illustration. Dating application with man and woman on screen. Video call app minimal design. Make selfie with smartphone. Online dating chat. Office life
Relacionamento exige tempo e dedicação e, para quem busca um novo amor online, altas doses de paciência. (Foto: Getty Creative)

Dentro de casa é realmente difícil conhecer alguém. Mas, pra alegria dos solteiros, os aplicativos de paquera funcionam perfeitamente para quem está a fim de encontrar um crush e marcar um encontro quando a situação da pandemia de coronavírus permitir (vale pensar em alternativas seguras para um date, aliás!). Mas muita gente se depara com uma questão nesse meio: como fazer a conversa com o crush ir para frente?

Entre um "swipe right" e outro, são muitos likes e pouco bate-papo. A conversa de sempre não sai do "oi, tudo bom?" e o desafio de mudar de aplicativo é real para quem tenta começar uma relação com alguém mesmo que online - e olha que não falta gente para que isso, de fato, aconteça! Só no último ano, aplicativos como o Par Perfeito anunciaram um aumento de 70% no número de usuários por conta do isolamento e distanciamento social.

Leia também

Mas, então, se não falta gente com quem conversar, o que acontece com o papo online, que parece não evoluir nunca? Ou até evolui, mas a trancos e barrancos e minguando igual fogueira de fim de Festa Junina alguns dias depois.

Para contornar essa dificuldade, conversamos com Marcos Santos, psicólogo especialista em sexualidade da plataforma Sexo Sem Dúvida, para pegar algumas dicas para colocar em prática já:

Dica 1: comece com calma

"Toda conversa, seja presencial ou online, precisa começar mais leve, falando sobre assuntos que estão em evidência ou que tenham a ver com interesses da pessoa, aquilo que ela manifesta e apresenta nos próprios perfis em redes sociais", explica ele. E, sim, vale a pena visitar os perfis do pretendente antes de começar o papo, mas sem stalkear, ok?

Nesse primeiro contato, a regrinha de ouro é começar com o que todo mundo busca: simpatia e empatia (afinal, vivemos um momento complexo). Depois, invista nos pontos comuns para quebrar o gelo. "Os perfis apresentam genericamente dados sobre as pessoas, assim, você pode fazer o primeiro filtro para eleger temas em comum para a conversa fluir. Vale tudo o que está à mostra: astrologia, música, lazer, esportes, bichos ou particularidades, como um hobby e profissão", diz o especialista.

Dica 2: fuja do "oi, tudo bom?"

Marcos pontua que para começar uma conversa já de forma leve, procure cumprimentar o outro de uma forma original. Deixe claro que você não está só de passagem e se diferencie do que todo mundo diz o tempo inteiro. Você pode experimentar algumas das frases abaixo:

  • "Quais as novidades por aí? Conseguindo se adaptar ao novo mundo?"

  • "Como está o seu astral nesse clima-cidade?”

  • “Notei que você curte esportes. Participa de algum grupo de pedal, corrida?"

  • "Como vai? Notei que estamos geograficamente próximos, será que temos amigos em comum?"

Fazer um comentário divertido sobre o perfil do outro também pode ser uma boa ideia. "Basta fazer alguma observação astuta para criar uma conexão instantânea. Por exemplo: 'Gostei dos seus óculos, você é nerd?' ou 'Você pegou esse boné emprestado só pra parecer descolado?'", diz o profissional.

Dica 3: faça perguntas (de preferência, abertas!)

Se a ideia é usar um aplicativo para conhecer uma pessoa nova, e se você realmente está interessado em conhecer alguém, então, precisa colocar à prova o seu interesse fazendo perguntas. Pergunte sobre as preferências dela sobre dado assunto que conversam, os filmes que ela gosta, músicas preferidas, séries… E compartilhe também as suas preferências. "Faça deste contato uma via de mão dupla, trocando informações agradáveis e atrativas", diz Marcos.

Ah, e se você quer que a conversa continue, faça perguntas abertas! Evite perguntas de "sim ou não": a pessoa vai ficar mais envolvida se você fizer perguntas específicas. Por exemplo: "Quais atividades ao ar livre você gosta?" em vez de "Você gosta de atividades ao ar livre?"

Young african american man holding smartphone texting message or play mobile game sit on sofa at home, smiling millennial black guy using social media app messenger, surfing web on phone indoors
Fazer perguntas abertas e até pesquisar sobre a pessoa (sem stalkear, claro!) para descobrir pontos em comum são ideias interessantes para fazer o papo render. (Foto: Getty Creative)

Dica 4: faça a lição de casa

Não tem jeito, relacionamento exige dedicação e tempo. Se você curtiu alguém com quem começou a conversar online, identifique interesses em comum pelo papo e os perfis da pessoa nas redes sociais para vocês poderem conversar sobre. E aproveite para incentivar conversas a partir de temas que revelem características simpáticas, por exemplo: "eu adotei um bichinho recentemente, quais os seus animais favoritos?". Se tudo isso fica um pouco com cara de entrevista de emprego… Calma! Essas conversas são importantes para que o outro entenda melhor quem você é o que você valoriza e vice-versa.

Vale até apontar algo do perfil da pessoa que chama o seu interesse: "Ao especificar algo, você mostra que leu o perfil dela e quer conhecê-la melhor, além de deixar claro que está com disposição para ter uma conversa mais profunda", diz Marcos. Um exemplo é pedir uma indicação de banda de rock para alguém que diz amar o gênero.

Dica 5: não esqueça do flerte

Vamos ser sinceros: o objetivo de um app de relacionamento é começar um relacionamento. Mesmo que seja algo casual, você não só pode como deve elogiar a pessoa e flertar com ela. Mas vá com calma! "Evite focar no corpo da pessoa. No máximo, escolha algum detalhe do corpo que gostou como sorriso, olhos, expressão, postura", diz Marcos. "Elogie a pessoa com foco em uma parte da conversa ou na sua personalidade. Deixe uma boa impressão, siga os exemplos: 'Falar com você é uma das melhores partes do meu dia', 'Eu já estava achando que todo mundo na Internet era fake, até conhecer você'."

Dica 6: fique atento ao seu próprio foco

Vocês decidiram mudar de aplicativo? Sair do Tinder ou do Happn pro WhatsApp? É aqui que muita gente diz que o crush acaba, mas isso tem um motivo: segundo o especialista, o desinteresse tem menos a ver com os apps e mais com a forma como os utilizamos. "O WhatsApp é um ótimo canal de comunicação, mas também gera dispersão muito fácil para quem tem muitos contatos e ações diárias virtuais. Focar em uma única pessoa e respeitar o tempo dela podem fazer toda a diferença", diz. "Não ache que vai despertar sentimentos e se relacionar com alguém se o foco de sua atenção está distribuído para mais pessoas em contatos simultâneos. Dedique-se à realmente interagir com alguém que desperte seu interesse e que se interesse por você, numa relação de trocas, via de mão dupla da afetividade."

Dica 7: não compre o livro pela capa!

Se você quer desenvolver um relacionamento profundo com alguém, valorize as suas qualidades e as trocas entre vocês. Ou seja, não se dê por satisfeito só com um "match" bem sucedido nos apps de paquera. "Tire um tempo para analisar e ler o perfil com atenção e tente entender se aquela é realmente a pessoa que vale investir e se dedicar nas conversas que se seguem. A maioria das pessoas ainda “compra” o livro apenas pela capa e se arrepende profundamente quando o conteúdo é raso ou vazio, tornando qualquer relação afetiva duradoura improvável.", continua Marcos.

Dica 8: seja paciente

Na era do imediatismo, esperar mais de meia hora por uma resposta parece absurdo, mas entenda que todo mundo tem uma vida fora dos aplicativos. É preciso paciência - e persistência! -, para desenvolver uma relação, ainda mais em tempos de pandemia, quando o encontro cara a cara passa por tantos desafios e protocolos de segurança. Não cobre atenção imediata de ninguém, principalmente se você não quer que o mesmo aconteça com você.

Dica 9: seja gentil e honesto

Dispensa explicação, certo? Gentileza gera gentileza e isso é indispensável em qualquer contexto, mesmo na hora de conhecer um crush novo. E seja sincero: mentir sobre si mesmo na internet nunca foi interessante e vale a máxima: mentira tem perna curta. "Responda as perguntas que receber de forma aberta e sincera. É tentador forjar um personagem ou camuflar a realidade de quem você é num primeiro momento. Se você quer criar uma conexão, é preciso ser mais objetivo. Se a pessoa também quer te conhecer, então fale mais sobre você", finaliza Marcos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos